Divulgação

Icone-Artesanato-3Nessa seção vamos discutir as ações para divulgar o artesanato brasileiro e preservar suas técnicas, modos de fazer e sua memória. O eixo Divulgação é composto de 4 estratégias e 8 ações.  Você pode comentar sobre o eixo ou fazer propostas para cada um dos itens.

Estratégia Ações
Garantir a atualização e difusão da Base Conceitual do Artesanato Brasileiro
Implantação e manutenção de espaços para difusão e comercialização do artesanato em lugares de fluxo turístico
Atualização e difusão do Portal do Artesanato Brasileiro
Promover e divulgar estudos e pesquisas sobre o artesanato brasileiro
Este post foi publicado emDivulgação. Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.

6 Comentários

  1. Publicado 12 de setembro de 2014 em 13:02 | Permalink

    Cada Estado poderia ter pontos de comercialização nas capitais ou dentro dos CriativaBirô.
    Fortalecer e estabelecer as regras de participação.
    O CriativaBirô poderia além de oferecer as capacitações em gestão concentrar a distribuição e comercialização dos produtos artesanais.

  2. Publicado 8 de outubro de 2014 em 23:37 | Permalink

    Aqui em Taubaté não tem nada, estou tentando em parceria com a SUTACO, trazer modelos de comercialização como os existentes em São Paulo, utilizando de espaço públicos dignos, lojas, shoppings, entre outros.
    Além de espaços cobertos com banheiro e área de alimentação, assim como fazem os camelódromos.

  3. Publicado 9 de outubro de 2014 em 16:49 | Permalink

    Aqui na minha cidade Teresina Piauí , tem uma central de artesanato, mas não existe divulgação do local em nenhum meio de comunicação.

  4. Publicado 9 de outubro de 2014 em 22:16 | Permalink

    Artesãs e Artesãos,
    Vamos colocar a boca no trombone usando todos os meios de comunicação.

  5. Publicado 10 de outubro de 2014 em 0:36 | Permalink

    Vamos divulgar o artesanato atraves de redes sociais.

  6. Publicado 10 de outubro de 2014 em 2:56 | Permalink

    Descriminalizar e desburocratizar a exposição e comercialização do artesanato na rua em espaços públicos como praças, dentre outros, que não estejam impedindo a circulação pública.

Comentar

Você precisa estar logado para comentar.

Pular para a barra de ferramentas