Minha mãe é matéria

Eu sou alma e coração

A flor despetala neste refrão

Quando o ego é atingido

Nossa mente se revolta e nosso coração cai em terra

O poder da palavra desloca o atingido

Como mudar uma mulher de setenta no seu rancor vestido

Quase toda hipocondríaca

Quase uma visão de mim medíocre

E os bons ventos se desviam para o nada

Eu piso na navalha para me equilibrar

Já cansei de tentar o impossível

Já cansei de me encurvar

Já cansei de perder o equilíbrio