Por que não olhamos as coisas tão simples?

Temos os nossos olhos encobertos por escamas

O amor não está no pé da cama

Exclua as paixões viscerais rasteiras

Deligue a tevê que você vê a tarde inteira

Expresse!

O olhar de uma criança

O que você tem de mais humano

Seja movido pela esperança

O espirito pode descansar no toque de um piano

Expresse!

Aquilo que toca o infinito

A esperança nunca se cansa de esperar o acalanto

Um simples toque nos ombros

Seja um ser que em cada amanhecer

Alimenta o crer com unção no peito

Sarando a ferida que não espera o entardecer