O verão se anuncia;

calor do sol

à luz do dia,

entardecer;

findou-se o meu dia numa caminhada;

Vi um flamboyant com suas cores vermelhas,

ao lado de um pé florido de flores brancas;

mostrando,

trilhando a calçada;

vi noutra rua, maquinas a concertar o esgoto;

um cadeirante, na sua cadeira caminhante,

rodando em minha frente;

entre a poeira e o vento mormaço,

o trator de aço

cortou um pé de arvore;

eu vejo o espaço,

estreito,

defeito,

na calçada;

como solucionar

os carros,

os cadeirantes?