Fiz a minha casa guardada em meus sonhos.

Já comprei os tijolos,

onde o pedreiro

é o vento,

cimento e alicerces,

incertos imprecisos;

já planejei

os quartos,

o telhado,

pra nestes versos

não sair molhado

pela enxurrada;

com minha amada,

dançar uma valsa,

a valsa do amor,

sem vergonha ou pudor.