Eu tenho medo de apartamento

fechado e suspenso.


Eu vivo como o vento;

a vida é movimento.


Até meu pensamento

se move lento.


Veloz é o beija flor

na flor dos lírios dos meus anos.

Sem horizonte não há planos

sem amenizar a dor

da sofreguidão.


Preciso de irmãos

que sonhem o meu sonho;

um mundo

risonho.