Há! sentimentos que se perdem nas palavras,

amor num breve olhar

que na língua se cala

na profundeza do mar.

 

Há! sonho de criança do amor a esperança

em fazer da vida breve

a sombra de um sonho, antes que o vento leve

 

e o vento balança, dança, dança.

 

Meu amor minha mulher

te dou os meus segredos,

um filme com seus enredos

um beijo de bem me quer

 

e o vento balança, dança, dança.

 

Meu bem caiu como um banho de cachoeira

não é de qualquer maneira

que salta para o espaço,

deixei os meus olhos cair nos teus laços.

 

Na palma de tuas mãos deixei meu coração,

no teu colo deixei os sonhos,

na tua face formosa os meus olhos,

nas pétalas dos teus ouvidos deixei esta canção

 

e o vento balança, dança, dança.