Vidas que se desencontram

Em um instante parece estar perto

Em nossa cabeça tudo se forma

Mas a vida faz caminhos incertos

 

Mais o amor de mãe eterno

Maças, iguarias, o alimento

Que ela prazerosa se apraz de contento

Na força do bem querer, se desfaz do ego

 

Quisera o meu leito

Pudesse caber o que tu tens

Dentro do peito

O calor de tuas mãos

Minha forte e doce mãe.