Estava apressado andado no corredor,

quando me vi solto no espaço;

estatelei-me no chão, o pé tropeçou.

A queda feriu o meu braço.

 

Senti o quanto é importante

um membro ferido limitado

na nossa vida, o braço,

que na necessidade estende,

 

encolhe,

levanta,

sustenta,

o peso alavanca

 

no nosso corpo máquina perfeita.

Hora esquerda, hora direita

da mão sua extensão,

que muitos alçam ao espaço fazendo violação.