O Homem não sabe nada!

Todas as bibliotecas do mundo,

todo o saber acumulado em séculos,

não vale nada diante de um simples sorriso

de uma criança,

o ninar de uma mãe,

o acalanto na dor de uma perda,

o choro estridente do nascer…

Crescemos com desacertos, tateando,

no sonho de mudar o mundo.