A luz lubrifica os corações

Luz do sol que ilumina

Clareando a menina

Dos olhos e emoções

 

As trevas vão pro refugio

Afastando o que só sobra

A sombra que entorna

Mãos que tateiam no escuro

 

O candeeiro da vida

Mãos lançam desmedidas

O coração a pulsar

Quem tenta declamar

 

Versos do peito exalam

A vontade de vencer

Desejos que se calam

Sobrando o querer.