Arquivo de dezembro 2011

Luz

Tua luz inundou

o mundo todo.

Clareou os olhos

dos “cegos”,

e cegou os olhos

dos que achavam que viam.

Teu amor me constrange…

 

O mundo inteiro abrange!

 

“Espada de dois gumes

que penetra medulas e ossos.”

Um fio de luz que entra numa fresta,

nos corações encobertos por uma réstia.

Jesus!

Menina

Sai da escola,

a menina de olhos azuis se pôs a andar ao meu lado,

seus olhos brilhavam a olhar para os meus…

Eu olhei o seu rosto e senti uma ternura,

-eterno flerte…

A menina veio a me dizer

que o amor existe,

anda ao nosso lado,

que de repente se anuncia,

como uma ternura de menina.

Sonhar é uma virtude

Sonhar é uma virtude,

entre todas que o ser tem

guardada no seu coração.

 

Não imagino a vida sem os sonhos!

Quem sonha com convicção

sempre chega em algum lugar…

 

mesmo que um sonho pequenino

só termine numa fonte

gotejante…

-mas pelo menos é uma fonte!

 

Pra saciar a sede do viajante

que percorreu o caminho de sua vida.

A sombra do prédio, árvore petrificada,

de onde reflete a cidade

que está em todos nós.

Nasceu mais um dia!

Ah, acordar na madrugada e ouvir o silêncio…

Nada que nos faça amedrontar o incêndio do dia!

Pois somos crianças que raciocinam nesta fantasia,

que é o entrepassar de corpos num mundo excêntrico.

 

Nada além de um dia após o outro, o resto é burocracia!

Olhar da janela na manhã fresquinha

e agradecer a Deus uma noite inteirinha…

Porque simplesmente nasceu mais um dia!

Manchete

Uma mulher num programa de tv,

       mostrava jornais com suas manchetes

       de assaltos, roubos e crimes.

Como aqueles jornais sensacionalistas

       que mostram estampada a morte nua e crua,

       o sangue a esvair.

Não esperei nem um minuto, mudei de canal,

       indignado, pelo apelo desmedido para

       tocar nos sentimentos de quem assiste.

Sentimento este coletivo e curioso, pela catástrofe

       do nosso dia-a-dia.

De onde já basta o som do descaso

       na incompetência de muitos responsáveis  

       pelo bem público.