Um sonho contido

E agora revelado

O que estava escondido

Muito mais amado

 

Batendo no coração

Mesmo que me neguem

E me digam um não

Os versos se seguem

 

No desejo de ser poeta

Pra quem lê meus versos

Que em tons diversos

E se abram portas

 

No peito das pessoas

Ou em mim mesmo

Que não fique a esmo

E assim ressoam.