Crianças brincam num tanque de guerra

em Latrun, comemoram a independência do lugar,

os Israelitas.

Penduram-se no canhão e nas armas do tanque,

o tanque se fez de brinquedo,

brinquedo que mata,

que destrói

o sonho de brinquedo de outras vidas,

o caminho para Jerusalém,

histórias de guerras,

batalhas e conquistas.

Ferro que se corrói,

pelo sonho de paz das vidas de além.