É como um grito

que a vida deveria ser eterna

como eterna que se gasta,

a montanha.

O ar em nossas entranhas,

e contemplar, contemplar

pelos olhos de cada um

a se sentir no olhar

o ar

que carrega o aroma da vida

e vai com o tempo

passageiro em movimento.

Solto um grito:

nas letras que se eternizam.