Não sei qualificar os meus versos

só escrevo

com o sentimento que me toma

como necessidade

 

Não quero versos de encher linguiça

com essa correria

dia-a-dia

 

A fama

a fama

não me

não me chama

mas não quero ser como um

mendigo

sentado no ponto do ônibus

a ver passarem vultos

na vida sem sentido algum.