Às vezes folheio as páginas

Do livro de minha vida

Às vezes quase em branco

Às vezes multicoloridas

Um terminar

Um recomeçar

De sonhos repartidos

O que ouvi

O que vi

Quase semiapagados

Meus olhos

Meus ouvidos

Rumores em minha mente

O que fiz

O que plantei

Hoje é árvore, não mais semente.