Eu olhei a tristeza no meu

rosto

quando mirei os olhos

ainda vi esperança

dessas que nunca

se alcança

e o dia seguinte é outra

dança

um revoar de pássaros presos

na gaiola

Ah! libertar-se para sempre

desta prisão

um mundo feito de si mesmo

isola

do mundo que se quer

libertação

os pés pisando firme

na certeza de encontrar

algo que se tinha planejado

e encontrado

o coração.