Arquivo de outubro 2014

Doar-se

Doar-se para uma vida melhor

e dominar recursos

ora palpáveis

ora empíricos

errar errar

acertar acertar

Quando estamos numa situação

e uma mão

de um anjo

nos dá um alento

como o vento sul

sopra

e promove uma reviravolta

no tempo

Ah, a vida vale a pena ser

vivida!

 

Primavera chegou voando

Primavera chegou voando

com todas as crianças

nascidas e acalentadas

roda moinho girando girando

porque o ano não acabou

bate o sol sobre meus ombros

a imagem do dia iluminando

as pessoas buscam

as sombras

primavera trouxe consigo

o calor

nos seus braços que cuidam.

A liberdade de ser menino

Meu pensamento circulou

por ladeiras e esquinas

a procura da razão das

coisas

estarem como estão

e eu achei o não

o não para liberdade

essa liberdade que

rasga o peito

e expõe todo sofrimento

humano gritar

no meio

do dia

e dilacerar o não

violento e castrante

do menino que mora

dentro de nós

estendendo a mão

pedindo amor.

O meu limiar

O meu limiar

é como o ar

como um simples

descansar à sombra

de uma árvore

mais do que os horários

marcados

o meu limiar está

nas entre linhas anotado

é como disser não a abstenção

mais que uma obrigação

é necessidade.

Gauche

Eu sou quase 600 poesias

Insertas e imprecisas

Que o vento trouxe

Não me desfizeram gauche.

A cabaça

A cabaça é sonora

chacoalha a cabaça

e não embaça

os teus ouvidos

a cabaça faz cuia

na beira do açude

na água vasculha

à sombra do pé

que protege do sol

há de ter fé

no inverno a chuva.

Das esperiências

Impreciso o tempo que

se leva para se construir

um alguém

com confiança o bastante

para se dizer que

se está além

e a possibilidade de ter

a certeza que possui

todas as experiências

necessárias

de dizer:

hoje eu sou melhor do que

fui.

Nem tudo é carne

Nem tudo é carne

pelo que pesa na vida

a alma

ligada ao corpo

o sopro

da vida

como na criação

o barro

o pó

faz-se inferior

a canção

de esperança

onde o artista

é o cantor.