O vento passa entre os meus

dedos

entre os meus braços

Tudo é pacato e simples

na pracinha

os pardais fazem barulho

nas árvores

Cada passo

um segundo

Penso sobre as pessoas

ao redor do mundo

e cada pessoa um mundo

no batimento da vida

contida

que cantam emoção

entre enchentes

secas

e terremotos

Gente por gente

mantem a chama

acesa

na duração da vida.