O corpo ao dormir

entregue ao sono

passivo

mas ainda palpita

Devagar se move

na contagem das horas

no breu da noite

E a noite não se agita

e não mexe a dormência

que molemente

alivia-se do cansaço

Quando paira a manhã

na janela

e a noite abre e estende

os braços

para fora do dia

quando

principia

o despertar novamente.