Pisa os pés sobre o chão

tange as arpas

alaúdes

violão

 

O seu pisar é suave

não espanta

os pássaros as aves

levanta palavras

mansas

de amor e perdão

 

O celeste sobre a terra

dois mundos em união

numa infinita

vida e boas novas

que o corpo não desterra.