Pairou nas águas

o Espírito do Criador

principio e fim voava

na face escura a luz brilhou

 

O que era escuro e vazio

principiou a vida

exuberante o mar e terra

enchida

o primeiro olhar humano

abriu

 

O que resta da criação

se hoje nos surpreende:

enquanto a ação

nos destrói e prende.