Por muitos sofrimentos, a perseverança, para a esperança e o amor. Diante as muitas frustrações, aprendi a fazer canções onde cada um coloca sua melodia. E dia a dia, no ouvir e ver aprendi a crer. Pois sem a fé não há a crença no amor. Digo o amor verdadeiro, o amor de doar-se em contraparte ao amor egoísta, visando seus próprios interesses. E desses o infinitamente maior, o amor, a Deus e ao próximo.