Arquivo de fevereiro 2019

Acordei de manhã

Acordei de manhã

um silencio na minha

voz…

É como estar sozinho

distante

da praia sem coisas

boas ou vãs

O silencio de si mesmo

não é bom

pois é como um indiozinho

perdido

na floresta

sem manhãs

onde o pensar

é vazio

pois querer deter

o pensamento

é como impedir

flechas agudas

na voz

ou tentar

que  Deus não poça

perscrutar

o ser humano

como o sol

brilha em ondas

de fagulhas.

Quinta-feira, sexta-feira

Quinta-feira, sexta-feira

no seu labor

Tudo prefigura o absurdo

do trabalho

mudo

sem um favor

 

Esperando o fim

de semana

cotidiana

e seu descanso

no sábado

Santo

no aliviar

suspenso

o ar

 

No corpo traz

o que ficou

e descarregou

o que no dia

manso

sem nada de

pranto

que poça ficar

 

O mais

que o sol

a despontar.

O amor benigno

O amor deve ser

benigno

Nada ou coisa alguma

que se expresse mal

entendido

Além do que o real

da dignidade humana

o amor não ultrapassa

Pois a dignidade e amor

que estabeleceu Deus

está acima

do que o Homem

estabeleceu

com proposito

e valores

que o próprio profeta

Habacuque

diz que por mais

que tudo termine

o Senhor não

priva

o seus

das suas virtudes.

Que belo dia

Bolo no café da

Manhã

Que belo dia

Doce suco

Da maçã

Do que adianta

Se não suplanta

Tudo que vier

Das noites vãs

E mundo se enrique

Em mais uma

Prece

No nascer do sol

Até à tarde

Quando houver

O arrebol.

Vê este clarão?

Vê este clarão

que anuncia

estre os montes

na estação?

No mais belo

dia

que anuncia

o nascer

de uma nova

manhã

Mesmo que parece

indecifrável

o que

acontecer

Tudo aparente

um simples

pensar

não é mais

que abstração

e meditar

no que é Deus

se não

for a certeza

das palavras

e gestos

não há

mais uma canção.

O que encobriu Deus

O que encobriu Deus

a quem deu o direito

do Homem

descobrir?

Senão ao próprio

Deus?

O ser humano

desde a sua história

ficou

na memoria

pelos feitos seus

tanto

na escrita

falada e dita

das mais simples

e puras alusões

As edificações

não são coisas

de um homem só

mais o que é duradouro

é a agua que mata

a sede

fonte de vida

Não a prata

ou vãs cogitações

mais de Deus

permitida

em suas orações.

Vastidão

Há coisas que não se explicam

sem entender

mesmo que poça

padecer

de amargura

pois a alma não

cura

a si mesmo

Ela precisa da ajuda

o que parece as vezes

paradoxo

ela precisa do

próximo

como a si mesmo

o que parece

esmo

nos caminhos seus

mais do que tudo

precisa-se de Deus

para iluminar

a vastidão

ermo

e não se prostrar.

Famílias em fragmentos

Famílias em fragmentos

tentam

como um todo

um bolo

em pedaços

Nada o que possa

semear um

abraço

Como mãos espalmadas

sobre a superfície

do nada

E quando

uma parte precisa

do todo

não há ligadura

que

perdura

para se fazer

a casa

suspensa de novo.

Há uma força maior

Vocês que sabem

o que é o amar

Há uma força

sem medida

e nela contida

todo viver

pois bem mais

que se estar

regenerado

pela força do

amor

e nele inspirar

todo seu ser

é força terna

e pura

da lágrima que

cura

no amanhecer.

O pensamento

O pensamento

pode ser

como o vento

quando não se

sabe de onde vem

Pode ser aleatório

como

tudo que não é

notório

O pensamento

pode ser real

se você com fé

pensar no bem

e em tudo que vê

e sente

Pode durar pra

sempre

quando partir ou vir

de Deus

pois foi o maior dom

que nos deu

Pode ser água 

derramada

límpida

ou suja na

beira da estrada

Lua iluminada

Terra suspensa

no nada

e a luz

que inunda

as trevas mais

profundas.