Arquivo de março 2019

Golpe militar

Golpe militar

no final de março

no passado

Aleijada

a democracia

Mas, o que deve ser

relembrada

é o regime

que todo dia

afeta a todos nós

no nosso dia a dia

O regime da escravidão

no espirito e na alma

que a muito pede

calma

no nosso sofrer

desmerecendo

o ser

que de tanto ter

que dar

bem mais do que

receber

esquece a própria

sorte

esquecendo-se

de Deus

pede a própria

morte.

O céu é tão infinito

Em toda parte se mostra

imagens do céu

Reflete na paisagem

no lago azul

E este azul refletido

no dia  e na noite

é tão infinito

Só Deus sabe

o seu limite

Não se pode prender

na mão

o mar e sua imensidão

Quanto mais nos penetramos

no seu esplendor

ficamos como quem

se sente menor

na nossa dimensão

tanto mais da mente

em sua limitação

pois a mente humana

não consegue

entender

o infinito

Digo e repito

o céu pode passar

mas o Eterno

foi

é

e sempre será.

Realidade

A realidade em sua

essência não está

simplesmente

em aparências

Ela se manifesta

não de forma

irreal

Ela se manifesta

de fato

em coisas que vemos

e ouvimos

e palpável

no real

pois a realidade

se mostra

nas coisas

mais simples

como andar

em uma estrada

em situações

determinadas

Como quem confia

não em sentimentos

seus

Mais do que sentimentos

ela está na pureza

em cominhos

determinados

pelo próprio

Deus.

 

Por que existe tanto bullying nas escolas?

   Por que existe tanto bullying nas escolas? Culpa da escola? Não, educação na família. Isso perdura geração após geração, e hoje mais do que nunca. Com uma educação dos pais relapsa e cheia de maus exemplos. Uma criança tende a imitar o comportamento dos pais e, quanto pior o exemplo mais dissoluta e cheia de ideias pré-concebidas, pela criança.

   Cabe à escola agir não como meio de reparação, mas de instrução e meio complementar para incutir na criança, que sendo agente atuante na sociedade, é preciso que ela haja como célula ativa para libertação dos oprimidos tanto de alma como de espirito.

Ora bolas!

Ora bolas!

Se tudo no nosso

dia a dia fosse

igual

em repetições sem

ideal

a vida não faria sentido

seria vãs repetições

Como telefone

ocupado no ouvido

Como gravações de

musica de espera

sem fim

E o que poderia se

aproveitar

então

Vidas repartidas

Vidas dissolutas

E o recomeçar

seria como o absurdo

de não disser

nada ao mundo

nem valor algum

a vida

Apesar do sofrimento

humano

tiramos novas lições

para novas canções.

Pássaros se aproximando do chão

   Pássaros se aproximando do chão. Assim foi um sonho que tive. Que querem disser os pássaros?

   Que a natureza reclama tentando mostrar que este chão ou terra precisa de reparação. Mais que miséria humana, a pobreza do espirito no mundo tão assolado de destruição, tanto humana como da própria natureza que com certeza nos cobrará de tudo que fizemos com relação a este “chão”, onde o Homem habita e manipula ao seu bel prazer.

   Com relação a tudo isso requer atitudes já comprovadas mais não aceitas pelos poderes que atuam. Então, não requer só esperar, requer protestar por mudança tanto de mente, quanto de espirito. Do contrario só nos perderemos nesta babilônia que permeia todo conhecimento.

Que força há na resiliência?

Que força há na

resiliência?

Será a força da

paciência

Ou resistir as forças

do mal

que nos assolam?

É persistir

e continuar

naquilo que é

igual

para bem

no existir

Como uma arvore

espessa

que por mais que

aconteça

resiste às intempéries

do tempo

e a vida continua

em movimento

nas provações

em séries

Assim não ser

só passageiro em

derramamento.

O virtual ilude

O virtual ilude

pensamos

e nos

aprofundamos

no que não é

real

Até que nossa

mente

desvanece a nossa

pois o palpável

e o visível

fica fora

do imponderável

Pois Deus mantem

o que é verdadeiro

mais do que

o mundo

inteiro.

Quando a poesia nasce

Quando a poesia nasce

nasce como o sol

nascente

Pode ser num dia

chuvoso

com relâmpagos

estridentes

A poesia não tem

barreiras

País

ou qualquer

bandeira

Ou em aperto ou

afagos

ela sempre cumpre os

seu destino

Ó montes altos!

Ó mar cristalino!

Quando faz sentido

queima

como sol

ardente.

Se todos somos irmãos

Se todos somos irmãos

coerdeiros da salvação

e que a fé

herdada lá da

cruz

dela e nela

não apenas se

reduz

artificio de alegorias

que não trazem

alegria

mas que tudo por tudo

se criou todo

mundo

O que importa então?

Se o que nos traz

a paz

é a felicidade

no fundo

da nossa alma

que por Deus e em

Deus

tudo nos dá

o prometido

desde o inicio

tudo será cumprido

nos céus

Eternidade

além

Na nova

Jerusalém.