Sem categoria

O que a alma sente

Não obstante

o que a alma sente

Não fica ausente

tudo que cura

Desde a amargura

até aqui

Que não se entende

mesmo

que pareça loucura

Toda sentimento

humano

que está

fora dos planos

não está distante

de Deus

pois ele vê

a nossa fraqueza

e tudo

que enseja

a nossa fé.

Nem a curvatura do tempo

Nem a curvatura do

tempo

há de conter

a luz

que

reluz

 

Em nenhum momento

que se faça

o universo

no seu expandir

e nele esconder

num buraco negro

que disfarça

a luz

que nela e dela

está o cetro

cravado

na lei

que resume

no cume

do monte

onde esteve

o martírio

que nem o

exímio

cientista

consegue

explicar…

 

tudo que ela

conduz

sem fé

que nele

exista.

O fato

O ato

comprova

o fato

pois o que sai

do coração

comprova

o erro ou não

Mais que uma simples

menção

o que importa

e a ação

mais do que pensar

ou falar

fabrica-se

e se exprime

na atitude

Pois quem quer

ter virtude

tem-se que escolher

seu foco

na mais pura

intenção

de um gesto

no seu

proposito

dos valores

em seu

coração.

 

A batina(republicação)

A cidade que eu nasci era pequena

e continua pequena

no interior do nordeste

no sertão do nordeste

onde a chuva era pouca

e continua a ser pouca

nascido de parteira

sobrevivente

retirado do ventre

de minha mãe

 

De resquício de recordação

só a mão

que esparrama a farinha

bodes, porcos, galinhas…

e a solidão

ainda menino

cercado de mística

velas para o padre santo

a batina de promessa

a pouca informação

 

E voou rasteiro

sentido no interno

incerto

o cheiro da terra molhada

a serra olhada

 

E era um susto de estórias

a cova

da arapuca

de dizeres do medo

o plantar do milho

da mandioca

o alimento pouco

 

Estendendo os olhos

para o sol

que queima

mas ainda teima

meu mundo de réstias

 

Que o pouco que tenho

sobrevive-me

neste existir excêntrico

porque ainda

existe

meus dedos sobre um mundo

esquizofrênico.

Profundezas abissais

O que na terra

se faz

em desacordo

com a lei

se não for

perdoado

e deixado

para traz

no fundo

das profundezas

abissais

Isso tudo

será contado

no livro

escrito

para ser julgado

como foi

predito

no ultimo

evangelho

Todos prestarão

contas

nas palavras de

Cristo.

Luz do mundo

“Vós sois o sal da

terra

e a luz

do mundo”

Sob o “brilho de vela”

acesa

quero dissipar todas

trevas

que haja onde

se come

o pão sobre a mesa

alimentando

a nossa secura

sobre a terra

de onde tua

palavra

ó Deus

se faz tão

pura

mais que os versos

meus

E assim

para sempre

o teu evangelho

como pão

que sacia

a nossa alma

nos trás

a calma

Ditas da palavra

do espirito

Eterno.

Esforço

Atravessei o meu ego

e coloquei-o

para trás

como fosse cego

 

Sobrevivi na consciência

de que o mundo

não é para mim

é para a inconsistência

 

Iluminei a loucura

pois o saber é dos sábios

e não termina na sepultura

 

Desatei-me do infortúnio

pois quem busca vencer-se

está com o pé sobre o escarnio.

 

Motivo

O Senhor conhece

todos os nossos passos

Desde do nascimento

que nos precede

até a falta

do alimento escasso

O Senhor não

faz de desentendido

na força

que nos leva

até o desconhecido

E quem quiser

um motivo

para vida

sinta o ar que

você respira

e tenha

consciência

que Deus não

o abandona

durante toda

sua

existência.

Murro em ponta de faca

Murro em ponta de faca

é insano pensar

que se pode

em tudo planejar

como andar

às escuras

colhendo farpas

Onde

a loucura

se faz constante

e em um

instante

machuca-se

o coração

onde nem a canção

alivia as mais densas

trevas

E o céu se eleva

para quem sente que

a vida

por tantos erros

traçados

deixa as

feridas

e se esquece

o passado

e respeita-se

os conselhos

do livro

sábio.

Barragens humanas

 

    Nestes episódios recentes de verdadeiras tragédias humanas e ecológicas. O que falar sobre o descaso e a falta de prevenção de empresas que visam o lucro em detrimento as vidas humanas? Barragens humanas sem consistência retratam o descaso no Brasil para com a falta de planejamento e o esquecimento de atitudes positivas no sentido de maior segurança e fundamentos mais firmes para com a real necessidade de uma cidade e seres humanos; extrapolam o inaceitável e incoerente anti-progresso, a que o País está submetido. Esses mesmos responsáveis nem sabem se autoconter em suas próprias barragens, dos seus bolsos.