Rios de Raiva

Sabe aquele livro que você em determinada época conheceste e sempre quis ter em mãos? Mas aí descobre que o dito é raro ou muito caro.

No meu caso não lembro ao certo qual professor indicou esse livro mas sei que foi durante a elaboração do meu TCC em que o nosso (tcc feito em trio), tema foi sobre as perrengas eleitorais da década de 1950 e como elas reverberavam nas manchetes dos principais jornais da época no caso Folha do Norte e O Liberal com os expoentes Paulo Maranhão de um lado e Magalhães Barata de outro. No livro Rio de Raivas de Haroldo Maranhão, neto de Paulo, a pena ferina é destilada de forma impecável com os meandros da política e o leito da alta e da baixa sociedade devassado, invadido, revolvido. Depois de milhares de tiragens diárias eis que o encontro na internet, local óbvio para muitos, mas tê-lo em mãos não foi uma manchete fácil pelo contrário foi um furo árduo, com idas e vindas que merecem uma postagem a parte, retornando ao livro ele foi devorado em três dias e meio poderia ter sido em menos tempo mas não o foi devido a tantas “hard news” na minha vida… O livro retrata a primeira metade do século XX da sociedade paraense, as artimanhas e jogo sujo da elite local e como a ingratidão é a pior das dores. Obra mais do que indicada!

Rio de Raivas

Rio de Raivas

Onde obter: Rio de Raivas

Esta entrada foi publicada em literatura e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*