Rede baseia-se em informação livre

gruposCulturaDigitalO Culturadigital.Br nasce com a proposta de instituir um espaço público interativo na internet brasileira. Para isso, precisamos criar  mecanismos e processos que resultem em consensos, mesmo que sejam disjuntivos (por que não?). Este é o grande desafio deste espaço virtual, desta rede, do Fórum da Cultura Digital Brasileira.

Para que a deliberação pública venha a ocorrer pelos meios de comunicação, determinadas condições precisam ser dadas pelo poder público, pela mídia e pela sociedade em si.

A primeira delas é a ampla disponibilidade de informação.

Todos os dados, matérias e informações gerados no CulturaDigital.br são livres, portanto contemplam esta primeira pré-condição de um processo deliberativo.

Ao produzir informações, lembre-se que as pessoas devem estar aptas a compreender diferentes aspectos de uma determinada questão, bem como terem condições de elaborar argumentos para tomar uma decisão ou efetuar uma ação tendo em vista o interesse público.

A internet potencializa a capacidade de fornecer processos e fluxos informacionais ao cidadão. E o Fórum busca potencializar as discussões e questões da Cultura Digital em sua plataforma, ajudando a organizar essa conversa.

Cada usuário é um agente social, um cidadão com voz ativa e opinião decisiva. E para isso, basta escolher seus grupos de interesse, criar seu blog, participar dos fóruns e apresentar suas ideias.

Comentários (4)

  • [...] link is being shared on Twitter right now. @guilhermeaguiar said Rede baseia-se em informação livre [...]

  • Ni!

    Gostei bastante do projeto, mas queria chamar atenção ao fato que vocês precisam ser mais coerentes nessa proposta.

    Atualmente este sítio apresenta-se sob uma licença CC-BY-NC-SA, conforme link do rodapé, portanto está restrito o uso comercial das obras.

    Como restrigir o uso comecial nega a liberdade cultural, nenhum trabalho nestas páginas pode ser considerado livre.

    Não estou querendo confrontar nem causar polêmica, pelo contrário, espero estar esclarecendo e ajudando o progresso.

    O que disse reitera apenas o entendimento da FSF+GNU, da Wikimedia+Wikipedia e da própria Creative Commons que oferece a licença aqui utilizada.

    Todos esses grupos e os movimentos organizados em torno deles reconhecem que restrigir o uso comecial nega a liberdade cultural de maneira irreconciliável:

    http://creativecommons.org/weblog/entry/8051

    http://wikimediafoundation.org/wiki/Resolution:Licensing_policy

    http://www.gnu.org/philosophy/categories.html#semi-freeSoftware

    http://freedomdefined.org/Licenses/NC

    Os links acima, além da posição desses grupos, contém também os argumentos que levam a essa conclusão, compilados na inteligência e experiência de toda uma comunidade envolvida há décadas no assunto.

    Portanto além do fato em si e das complicações que licenças do tipo “não-comercial” implicam, seria uma grande perda desconectar uma proposta oficial do governo brasileiro de toda a comunidade internacional envolvida no tema da cultura livre.

    Deixo assim um pedido para que vocês adotem uma licença compatível com a cultura livre, ao invés de abdicarem do conceito. E outro pedido para que não o utilizem enganosamente, pois isso cria confusão e desinformação num tema crucial e já muito pouco compreendido.

    Abraços,

    ale
    ~~
    (tentei me registrar para comentar mas não funcinou, ou funcionou mas eu nunca recebo o e-mail com a senha)

  • Foto de perfil de Everton Zanella Alvarenga

    Concordo com o Ale. Ninguém do site tem nada a contra-argumentar ou a licença não está em discussão e vai ser essa (CC-by-NC-SA) e pronto?

    []’s.

  • Foto de perfil de Rodrigo Rodrigues da Silva

    De fato, o Solstag está corretíssimo. É um erro comum acreditar que todas as licenças Creative Commons são livres (livres de acordo com o conceito amplamente difundido pela Free Software Foundation – free as in free speech). Aliás, por muito tempo a FSF retirou apoio às licenças CC pois todas as licenças, livres e não livres, eram colocadas sob um mesmo guarda-chuva. Isso só mudou quando CC resolveu deixar bem clara essa diferença, e a FSF concordou em reiterar seu apoio.

    Para ficar claro, rapidamente:
    cc-by: livre, sem copyleft
    cc-by-sa: livre, com copyleft
    cc-by-nc-sa: não é livre pois restringe o uso da obra
    cc-by-nd: não é livre pois não permite a criação de obras derivadas, apenas sua reprodução

Imagem CAPTCHA
*

Please leave these two fields as-is: