LabicBR e #redelabs: 15 dias de experimentação no Rio

Neste domingo (15), será dada a largada para uma grande maratona de experimentação, concepção e prototipagem de novas ferramentas, plataformas e ações cidadãs que ajudem a promover a inclusão social e a qualidade de vida das pessoas a partir de tecnologias digitais.  É o Laboratório Ibero-Americano de Inovação Cidadã Brasil (LabicBR), que será realizado até o próximo dia 29, no Rio de Janeiro (RJ).

Nestas duas semanas, todos os dias, das 9h30 às 18h, o segundo andar do Edifício Gustavo Capanema, no centro da capital fluminense, será transformado em um laboratório de desenvolvimento de 12 projetos de inovação cidadã por 120 participantes vindos de 14 países ibero-americanos.

“Queremos estimular a criação de ambientes para o desenvolvimento de inovações nos diversos campos sociais, com envolvimento cidadão na busca de soluções para problemas locais”, destaca o secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura (MinC), Guilherme Varella. “A proposta é reunir pessoas vindas de diferentes realidades e diversos saberes em um trabalho de cooperação intercultural e interdisciplinar e apresentar os resultados na Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado na Colômbia em 2016”, informa.

O LabicBR é uma iniciativa do MinC, por meio da ação #RedeLabs da Secretaria de Políticas Culturais, e da Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib) e conta com a colaboração do Medialab-Prado.

Metodologia e projetos

Os 120 participantes serão divididos em 12 grupos de 10 pessoas e contarão com o assessoramento de quatro mentores. Cada grupo se dedicará a um dos 12 projetos que serão desenvolvidos e todos participarão de sete workshops, sessões críticas e reflexões sobre o formato de Laboratórios de Inovação Cidadã, entre outras atividades. Ao final, os trabalhos serão apresentados à secretária geral Ibero-americana, Rebeca Grynspan, ao ministro da Cultura, Juca Ferreira, e aos prefeitos de Montevidéu, Daniel Martinez, e de Madrid, Manuela Carmena.

Tanto os participantes quanto os projetos a serem desenvolvidos foram selecionados por meio de chamada pública. Os 12 projetos são: Aprender Brincando: tessituras afetivas e poéticas para a aprendizagem em rede; Caixa Mágica de Participação Social; Cargografías; Criação de modelo de rádios comunitárias não piratas no Brasil por meio da geração de capacidades; HiperGuardiões; Jardins Suspensos; Monitoramento Comunitário de Focos de Vetores de Dengue no Brasil e América Latina; Praça: instruções de uso; Redes de telecomunicações comunitárias; Sinergia da Diversidade Ibero-Americana; Todas as tuas ideias: protocolo para ativar processos participativos no espaço público; e VirtualCidade.

Vinícius Mansur
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Comentários (1)

Imagem CAPTCHA
*