Inauguração Incubadora Pará Criativo

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, ao lado do governador Simão Jatene e do prefeito Zenaldo Coutinho, inaugurou nesta quinta-feira (09/01), em Belém, na sede do instituto de Artes do Pará (IAP), a Incubadora Pará Criativo – primeira da Rede de Incubadoras Brasil Criativo. Propôs e o governador e o prefeito aceitaram mais uma parceria – além da criação da incubadora: um projeto de sustentabilidade cultural para a ilha do Marajó.

“Precisamos organizar de tal forma que as pessoas possam viver do que fazem na Ilha do Marajó. Temos de ir aos lugares e viabilizar o que as pessoas têm mais dificuldades; pensar cultura e sustentabilidade”, disse a ministra.

O governador Jatene prometeu ajudar. “Para cada R$ 1 que o governo federal colocar, o governo do estado também vai investir R$ 1”, afirmou. O prefeito Zenaldo também firmou compromisso de investir, e na mesma medida: R$ 1 para cada R$ 1 da União e do estado.

Chegada – A ministra foi recebida pelo governador e na chegada ao IAP músicos paraenses a aguardavam. Ela dançou os ritmos regionais, acompanhando os bailarinos folclóricos. Também acompanhou a apresentação do Mestre Curica, representante do gênero guitarrada, que tocou pouco antes dos pronunciamentos oficiais.

No seu discurso, e em coletiva de imprensa, destacou o apoio à tradição do Carimbó. “Apoiamos para que se torne um patrimônio imaterial, e acreditamos que vai ocorrer como foi com o Frevo: patrimônio imaterial bomba no mundo todo. Temos muito interesse que isso aconteça!”

A ministra reconheceu que “as pessoas do Pará são orgulhosas de terem tanta coisa bonita”. E disse: “Foi proposital fazer a inauguração da primeira incubadora no Norte e no Pará justamente por toda essa riqueza cultural!”.

Ela explicou que, no Pará, a incubadora vai estimular empreendimentos de música (do tecnobrega ao carimbó), de biomas amazônicos, gastronomia paraense, danças populares, biojóias, design indígena, games, dentre outros.

Desapropriação – Na cerimônia no IAP, o governador Jatene assinou ato de desapropriação do Teatro São Cristóvão e a ministra falou que apoia a reforma do espaço dedicado à apresentação de Pássaros Juninos. Ela também destacou a importância de valorizar a festa de São Sebastião, em Marajó.

Rede – Principal programa da Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura (MinC), a Rede de Incubadoras Brasil Criativo conta com investimento de R$ 19,4 milhões. Até junho, mais 12 capitais vão ganhar incubadoras de empreendimentos culturais.

A Rede vai oferecer aos agentes culturais cursos e consultoria em inovação, empreendedorismo, planejamento estratégico, assessoria contábil, assessoria jurídica, de comunicação e marketing, e acompanhamento contínuo. Também balcões de crédito, formalização, formação técnica, realização de cursos e uma área para trabalho colaborativo. As atividades serão desenvolvidas por equipes locais, em diálogo com as potencialidades criativas de cada região.

São parceiros do programa, dentre outras instituições, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Ministério da Educação, Ministério do Turismo, as secretarias estaduais e municipais de Cultura, secretarias de Desenvolvimento Econômico, APEX, SEBRAE, SENAC, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, e universidades.

 

 

Texto: Montserrat Bevilaqua

Foto: Luiz Ferreira

Edição: Ascom/MinC