MT Criativo apresenta balanço de atendimentos

equipeNeusa Baptista – Comunicação/MT Criativo

Fotos: Divulgação

A Incubadora Mato Grosso Criativo apresentou nesta sexta-feira (19) um balanço dos atendimentos realizados até o momento tanto aos criativos interessados em abrir um negócio criativo como aos demais artistas que procuram diariamente o escritório, em busca dos mais diversos tipos de consultorias e informações.

Entre os meses de maio e dezembro de 2014, foram realizados mais de 1.500 atendimentos entre presenciais, por e-mail, telemarketing ativo e no espaço coworking, onde estão disponibilizadas ilhas de trabalho com acesso livre à Internet.

Formalização jurídica, acesso a editais e outras dúvidas administrativas foram os principais temas dos atendimentos telefônicos. Houve também apoio a divulgação de eventos e oportunidades de trabalho para artistas

Em Cuiabá, foram realizados atendimentos em consultoria para elaboração de planos de negócio e projetos culturais, apoio para exposições, fornecimento de informações sobre temas como editais culturais, entre outros. Ao todo, cerca de 150 artistas e empreendedores culturais foram cadastrados para atendimento, entre eles o grupo Rede de Artesãs Retalhos de Arte, do município de Poconé, que receberam consultoria para elaboração de projeto e recentemente realizou uma exposição durante o lançamento do Arranjo Produtivo Local de Economia Criativa.

Neste período, o MT Criativo realizou também palestras sobre os temas: Microempreendedor Individual; MT Fomento; o edital Conexão Brasil, do Ministério da Cultura; Patrimônio Imaterial, e organizou rodas de conversa com a comunidade quilombola de Mata Cavalo e com produtores culturais negros, atividades que atingiram cerca de 150 criativos da capital de do interior do Estado. Apoiou também a realização de eventos orientativos, como a Capacitação sobre Prestação de Contas para o PROAC, realizada pela Secretaria de Estado de Cultura em parceria com a Controladoria Geral do Estado.

A incubadora ainda colaborou e coordenou a realização de diversos eventos, entre eles a exposição “A’uwe – Araguaia: um olhar sobre as etnias do Araguaia”, em parceria com a Associação dos Artistas Plásticos e Artesãos do Vale do Araguaia (Valearte); o evento de apresentação do APL, o Almoço da Diversidade, entre outros.

Formação

O MT Criativo realizou também consultoria sobre o editais do Banco da Amazônia e de Intercâmbio do Ministério da Cultura, além de cursos com os temas Modelagem de Negócios, Planejamento financeiro no município de Barra do Garças, onde atendeu a cerca de 100 pessoas; Intercâmbio e Marketing pessoal, em Rondonópolis, atendendo a 61 pessoas.

Os criativos de Cáceres receberam consultoria sobre o edital do Basa e palestras sobre Economia Criativa, Oficina de Capacitação com consultores do Ministério da Cultura, curso sobre Organização de Eventos, Espanhol Básico e Recepcionista, palestra sobre Marketing Pessoal, em parceria com o Programas Senac de Gratuidade (PSG) e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego,atividades freqüentadas por 181 pessoas, no total.

Incentivo aos novos negócios é um dos serviços prestados

Entre os atendimentos oferecidos estão aqueles voltados aos produtores culturais e artistas interessados em abrir um negócio criativo. Só em 2014, mais de 30 pessoas receberam este tipo de consultoria, que vai da organização da ideia à modelagem do negócio. Nela, o cliente recebe capacitação com as metodologias de Mapa Mental da Idéia do Negócio, Modelagem do Negócio Criativo em Canvas, Aprofundamento em Mercado e Produto (Canvas II), partindo depois para a consultoria em áreas mais específicas, caso seja necessário.
O processo todo pode levar semanas ou até meses, dependendo do caso. Essa ajuda para encontrar o “caminho das pedras” já gera resultados positivos. O fotógrafo Bruno Oliveira, por exemplo, já está na fase de Aprofundamento em Mercado e Produto com sua ideia de uma boutique de fotografia, negócio que irá oferecer atendimento ultraespecializado em fotografia, com itens como fotos artísticas e acompanhamento VIP dos clientes. Uma espécie de gourmet de fotos, serviço ainda indisponível em Cuiabá. “Cheguei aqui com uma ideia e espero estar com ela formatada até o final deste ano”.

Além de auxiliar quem está começando, o MT Criativo também dá uma mão para negócios criativos já estabelecidos, a fim de direcionar os rumos da gestão. Um dos exemplos é o Ponto de Cultura Espaço Vitória, que atualmente oferece o serviço de aproveitamento de lixo orgânico, com o qual sobrevive, mas que procurou o MT Criativo em busca de diversificação de fontes de sustentabilidade para o espaço multiuso gerenciado pelos empreendedores Paulo Wagner Oliveira e Erlon Bispo no bairro Jardim Vitória, onde são oferecidas atividades de inclusão social, geração de renda e cultura. “Estamos buscando apoio para que o Espaço Vitória possa ser reconhecido e potencializado no que ele tem de mais genuíno, como espaço de inclusão social, democrático, que transpira alegria e harmonia ambiental. O contato com o MT Criativo tem sido importante para a consolidação do nosso trabalho”, comentou Erlon.

Outro projeto que está praticamente finalizado é do cineasta Sernon Nonres, que trata da construção de uma start up, plataforma digital para disponibilização de filmes brasileiros raros, com pouca penetração nas grandes salas de cinema comerciais. “Queremos lançá-la em janeiro para testes, esperem!”, disse ele.

Mas nem sempre a consultoria resulta necessariamente em negócio. O processo também é importante. A comerciante Jaqueline Sena foi outra criativa que recebeu auxílio da incubadora para o desenvolvimento da ideia de uma multifeira cultural, cuja modelagem de negócio já está pronta. Porém, ao longo do processo, ela percebeu a necessidade de se capacitar mais para desenvolvê-lo. “Nem sempre o objetivo da consultoria é que se saia daqui com um negócio montado e se parta para o mercado. Esse processo também leva o criativo a se descobrir – ou não – como empreendedor e, a partir daí, decidir que rumo dará à sua ideia e à sua carreira”, comentou a coordenadora de ações artístico-culturais da Secretaria de Estado de Cultura, Cinthia Mattos.

As consultorias são gratuitas. O agendamento pode ser feito pelo telefone (65) 3613 0222.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*