MT Criativo dá início a curso de Fotografia Básica

IMG-20150311-WA0018

Neusa Baptista – Comunicação/MT Criativo

O curso de Fotografia Básica, oferecido gratuitamente pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT) por meio do MT Criativo atraiu tanto iniciantes quanto profissionais mais experientes em busca de reciclagem.

A abertura aconteceu nesta terça (10), com a presença do coordenador de ações artístico-culturais da Secel-MT, Anderson Flores, que abriu o evento agradecendo a participação de todos e convidando-os a participarem também das consultorias gratuitas para produtores culturais e artistas que são oferecidas periodicamente pelo MT Criativo.

O curso segue até esta quinta (12), na galeria de artes do antigo prédio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), na avenida Getúlio Vargas, Centro de Cuiabá. E foi este o espaço utilizado para primeira atividade prática do curso, quando todos os participantes foram convidados a tirarem fotos aleatoriamente, a fim de avaliarem-nas posteriormente, junto com o olhar técnico do fotógrafo Bruno Sampaio, palestrante da noite. “O objetivo é que eles fotografem livremente, sem ter acesso às informações que serão repassadas no curso, e, depois, refaçam a foto, já com este conhecimento, para comparar as duas versões da imagem”. No primeiro dia, foram abordados alguns assuntos básicos referentes à fotografia, tais como o papel do fotógrafo, e técnicos, como os principais tipos de câmeras fotográficas e seus diferentes usos.

O coordenador de ações artístico-culturais da Secel-MT, Anderson Flores, fala ao público

O coordenador de ações artístico-culturais da Secel-MT, Anderson Flores, fala ao público

 

Entre os profissionais mais “escolados” estava o fotógrafo e jornalista Régis Oliveira, que se especializou em fotografias de políticos, e buscou o curso para obter novos conhecimentos. “Os estudos iniciais são fontes ricas de novas influências, a gente precisa se renovar sempre”. A técnica em câmeras fotográficas Célia Soares, que há 14 anos atua na área, valorizou o intercâmbio proporcionado pelo curso, que pode ser uma fonte de crescimento profissional. “A gente nunca sabe tudo da profissão, tem muita novidade sempre, esta troca de informações ajuda a melhorar o conceito que a gente tem em relação à fotografia”. Mas há também quem esteja começando na carreira de fotógrafo, apostando em novas oportunidades de trabalho, como é o caso da bióloga Augislaine Fechtner Coenga, que tem na fotografia um hobby desde 2011. “A fotografia me encanta porque por meio dela, podemos enxergar momentos que talvez ninguém mais veja, nunca me identifiquei com a profissão de bióloga, então quero investir nesta carreira para que deixe de ser apenas um passatempo”.

IMG_8540

Sem saber ao certo como se definir profissionalmente, Rafael Fontenelle se reconhece apenas como fotógrafo amador. A influência vem de casa: o avô é fotógrafo e repassou a toda a família a paixão pela câmera. “Já fiz muitos cursos sobre este tema, mas é sempre hora de aprender algo a mais, adquirir mais experiência. E não é sempre que podemos ter este tipo de curso de graça”.

O curso de Fotografia Básica é resultado de uma parceria entre o MT Criativo e os fotógrafos Bruno Sampaio, Bruno Cidade e Bruno Oliveira e tem como objetivo oferecer capacitação gratuita a agentes culturais do Estado. Além das aulas práticas, será realizado também um passeio fotográfico no centro de Cuiabá.