Tango da Morte

Thiago-Mendes6-1000x600

A grande piada da vida,
sendo contada por uma risonha humorista
chamada morte,
e ela me faz rir,
e não me amedronta,
e na caminhada
em busca desse mesmo medo
que a tantos traz alguma razão,
eu sem razão nenhuma quis ser igual,
e entrei na caverna
e vi todas as sombras
que divertem e assombram
os felizes miseráveis,
e eu que pensei que acharia a paz,
mui bela morte me fazes rir demais,
se aqui fosse tão agradável
a criança não precisaria chorar
pra alcançar o palpável,
quero voltar pra o abismo,
quero cuspir na vida,
quero abrir as feridas,
só pra ter certeza
de que isso não é tudo uma grande piada,
e se for
que eu possa dar gargalhadas,
rindo da cara de medo
daqueles que se surpreendem
com o eu dos eus de mim,
e no fim soará um tango
e o meu desfecho será de gozo
tendo a morte em cima de mim…

 

Renaly Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*