Encontro cultural da Mulher abre festividades ao Orixá Yemanjá em Areia Branca

Noamã Pinheiro, Francilina Cruz, Lucia Helena Alves e Kátia Cruz debateram temas relacionados a mulher negra em encontro social (Foto: Carlos Júnior)

Noamã Pinheiro, Francilina Cruz, Lucia Helena Alves e Kátia Cruz debateram temas relacionados a mulher negra em encontro social (Foto: Carlos Júnior)

Foi aberta na noite de ontem (29), a programação alusiva as festividades ao orixá Yemanjá 2014 que é tradicionalmente desenvolvida em Areia Branca-RN pela Casa de Cultura de Matriz Africana Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá.

No primeiro ato, religiosos e convidados estiveram reunidos para participar da 9ª edição do Encontro das Mulheres que abortou a seguinte temática: “A Mulher Negra e suas múltiplas cores na pintura do quadro da existência”, tendo como debatedora principal a palestrante Lucia Helena Alves.

Mediados pelo babalorixá Noamã Pinheiro,orientador espiritual da Casa de Yemanjá Sàbá, o debate contou ainda com a participação das religiosas Francilina Cruz e Kátia Cruz.

Um grupo cultural formado por jovens da casa organizadora do evento e da Casa José de Aruanda apresentaram uma dança de origem africana envolvendo o público presente.

As atividades religiosas prosseguem nesta terça-feira (30), quando ocorre um Siré Campal (culto de louvor ao orixá Yemanjá), a partir das 19h00 em frente à sede do Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá, sito á Rua Duque de Caxias, nº 362 – Centro – Areia Branca/RN. O culto temático enfatizará o orixá “Yemanjá, a maternidade universal”.

O ponto alto da maior festa do candomblé areia-branquense é o Corjeto de Yemanjá que será realizado no dia 31 de dezembro.

“Yemanjá, as águas da vida” é o tema deste ano. A saída ocorre as 15h30 a partir da sede do Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá, na Rua Duque de Caxias, fazendo parada na Praça Luiz Batista, que será um ponto de concentração e seguindo na Rua Barão do Rio Branco até o Cais Tertuliano Fernandes, onde haverá o culto de louvor á Yemanjá e entrega do presente nas águas do Rio Yvipanim (Rio Mossoró).

Histórico

A iniciativa da casa é datada do ano 2000, quando religiosos saíram em caminhada para entregar oferendas no Rio Mossoró. Tímido no primeiro ano, a manifestação de fé foi crescendo com o passar dos anos e atraindo a atenção e a participação de outras casas de candomblé e ainda uma parcela da população que vai ao cais Tertuliano Fernandes no último dia do ano para acompanhar as homenagens ao orixá.

Divulgada programação da maior festa de candomblé de Areia Branca

Além dos adeptos das religiões, cortejo e embarque para entrega de oferendas atrai grande público de curiosos e turistas no último dia do ano. (Foto: Carlos Júnior/Arquivo)

Além dos adeptos das religiões, cortejo e embarque para entrega de oferendas atrai grande público de curiosos e turistas no último dia do ano. (Foto: Carlos Júnior/Arquivo)

A programação do tradicional cortejo de Yemanjá que ocorre no último dia de cada ano foi divulgada pela Casa de Cultura de Matriz Africana Ilé Asé Dajó Ìyá Omí Sàbá, centro idealizador do evento público em Areia Branca-RN.

As proporções que o ato religioso ganhou nos últimos anos fez com que setores do poder público o incluíssem como no calendário de eventos do município.

O cortejo de Yemanjá reúne além de fieis, turistas que visitam a cidade no último dia do ano para acompanhar a manifestação religiosa.

Confira a programação:

Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá
Festa de Yemanjá 2014
Programação Religiosa e Social
9ª edição do Encontro das Mulheres
Tema: “A Mulher Negra e suas múltiplas cores na pintura do quadro da existência”
Data: 29 de dezembro 2014
Horário: 19:00h.
Local: em frente à sede do Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá, situado à Rua Duque de Caxias, nº 362 – Centro – Areia Branca-RN
Siré Campal (culto de louvor ao orixá Yemanjá)
Data: 30 de dezembro 2014
Horário: 19:00h.
Local: em frente à sede do Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá, sito á Rua Duque de Caxias, nº 362 – Centro
Tema: Yemanjá, a maternidade universal

Cortejo de Yemanjá
(Procissão e entrega do presente de Yemanjá)
Data: 31 de dezembro de 2014
Tema: “Yemanjá, as águas da vida”
Saída: 15:30h. da sede do Ilé Ase Dajó Ìyá Omí Sàbá, na Rua Duque de Caxias, fazendo parada na Praça Luiz Batista, que será um ponto de concentração e seguindo na Rua Barão do Rio Branco até o Cais Tertuliano Fernandes, onde haverá o culto de louvor á Yemanjá e entrega do presente nas águas do Rio Yvipanim (Rio Mossoró).

Deká Yawôs no Kwê Ezim Aziri Dolá em Areia Branca-RN

Deká de Yawô na casa Kwê Ezim Aziri Dolá, em Areia Branca-RN

Deká de Yawô na casa Kwê Ezim Aziri Dolá, em Areia Branca-RN

Registramos o Sirê ocorrido no último dia 30 de novembro, onde foi realizado o ritual de entrega de cuia – Deká – aos então yawôs Robson Silva – de Yemanjá Sessú e Fabrícia Oliveira – de Oxun Alabomi da casa Kwê Ezin Aziri Dolá, localizada no bairro Nossa Senhora dos Navegantes, em Areia Branca-RN

Tendo como sacerdote o Doté Nilkleber Ribeiro – de Oxum, o ritual reuniu filhos da casa e convidados, que assistiram ao momento importante na vida espiritual de dois adeptos do candomblé que conquistaram mais um grau na hierarquia dentro da casa, passando a partir de então a ser babalorisá’s.

Mais do que um ato religioso que representa na vida dos integrantes da casa, o ritual é um importante momento de transmissão da cultura e dos fundamentos desta vertente religiosa de matriz africana.

Em Areia Branca, embora considerada uma religião de minorias, um considerável número de casas de candomblé e centros de umbanda funcionam plenamente, principalmente em bairros periféricos. Os

Uma reportagem especial está sendo produzida para ser publicada em um veículo de comunicação de circulação regional.

Em breve o conteúdo será disponibilizado neste espaço.

Enquanto isso, confira algumas imagens do ritual.