Violência

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há níveis elementares e fantasiosos de violência, como atos agressivos de desenhos animados destinados ao público infantil, que não apresentam correspondência com a realidade, como lesões corporais;

– Brigas não impactantes de tramas infanto-juvenis maniqueístas, de luta do bem contra o mal, que não apresentam sofrimento, lesões ou sangue;

– Violência caricata inserida no gênero comédia-pastelão (guerra de comida, pancadas que não resultem em dor), ou seja, que são feitas para provocar o riso e não como ato violento.

EXEMPLO: Desenho animado em que personagem animalizado bate com uma bigorna na cabeça de outro, que é amassado e, logo em seguida, volta a sua forma original.

video

VÍDEO: Aladdin

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há cenas com presença de armas de qualquer natureza sem que haja motivação evidente de violência.
EXEMPLO: Samurai pega sua espada sobre a mesa e a coloca nas costas.

video

VÍDEO: Kill Bill vol 1

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há mortes naturais ou acidentais (seja o momento da morte ou a exposição de cadáver) sem envolvimento de dor ou lesões.

EXEMPLO: Senhora idosa morre enquanto dorme.

video

VÍDEO: Rocky III

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há presença de ossadas e esqueletos não-resultantes de ato violento.

EXEMPLO: É encontrado fóssil de um homem pré-histórico.

video

VÍDEO: Os Goonies

07 de outubro de 2010

– A análise baseada nas proporções citadas no Manual não tem sido utilizada como tendência de indicação, vinculada a uma faixa etária. Quando utilizadas, as proporções são para efeito agravador ou amenizador para classificação da obra.

07 de outubro de 2010

– A relevância do conteúdo inadequado citada no Manual não tem sido utilizada como tendência de indicação, vinculada a uma faixa etária. Quando utilizada, a relevância tem efeito agravador ou amenizador para classificação da obra.

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando personagem utiliza uma arma (qualquer artefato utilizado para se cometer ato violento, desde revólver até um objeto doméstico) para ameaçar, defender-se, agredir ou matar, ou apresente intenção de cometer tais atos.

EXEMPLO: Armas de fogo (revólveres, pistolas, metralhadoras e espingardas), armas contundentes (cassetete, porrete) armas brancas (faca, punhal, lima, espada, foice, garfo, tridente), armas explosivas (bombas e granadas), armas biológicas (antraz).

10anos-CONTEUDOVIOLENTOCOMARMAS-aligaextraordinaria

VÍDEO: A Liga Extraordinária

07 de outubro de 2010

– Os elementos da linguagem audiovisual citados no Manual não têm sido utilizados como tendências de indicação, vinculadas a uma faixa etária. Quando utilizados, esses elementos têm efeito agravador ou amenizador para classificação da obra.

07 de outubro de 2010

– Qualquer elemento da linguagem audiovisual citado no Manual não tem sido utilizado como tendência de indicação, vinculada a uma faixa etária. Quando utilizado, esses elementos têm efeito agravador ou amenizador para classificação da obra.

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando qualquer ação que seja crime, contravenção ou infração de acordo com a legislação brasileira, que não esteja vinculada à violência propriamente dita e que não esteja contemplada em outra categoria da lista de tendências de indicação.

EXEMPLO: Roubo, furto, ameaça, sequestro ou corrupção

video

VÍDEO: OZ

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há apresentação de cenas em que personagens tecem comentários maldosos ou depreciativos a respeito de alguém que não esteja presente.

EXEMPLO: Personagem se refere a outro como preguiçoso.

video

VÍDEO: As Cariocas

07 de outubro de 2010

Esta tendência não foi originalmente apresentada no Manual da Nova Classificação Indicativa. Saiba mais

– A tendência é aplicada quando há enquadramentos, jogos de câmera, iluminação,
direção de arte, sonorização, comportamento dos personagens, recursos de edição ou qualquer outro elemento da linguagem audiovisual que crie uma ambientação tensa que pode causar sofrimento psíquico em crianças pequenas;

– Personagem que demonstre medo intenso/sofrimento frente a uma situação tensa;

– Morte de pais (ou parentes de quem dependam, parentes próximos com vínculos fortes)

EXEMPLO: Em uma casa escura, personagem ouve barulhos estranhos e se esconde, com medo.

video

VÍDEO: A Hora do Pesadelo

07 de outubro de 2010

Esta tendência não foi originalmente apresentada no Manual da Nova Classificação Indicativa. Saiba mais

– A tendência é aplicada quando há cenas com ossadas e esqueletos resultantes de ato violento.

EXEMPLO: Policiais investigativos encontram uma caveira com um buraco de bala no crânio.

video

CSI: Nova York

07 de outubro de 2010

– A análise embasada nas proporções citadas no Manual da Nova Classificação Indicativa não tem sido utilizada como tendência de indicação, vinculada a uma faixa etária. Quando utilizadas, as proporções são para efeito agravador ou amenizador para classificação da obra.

07 de outubro de 2010

– A relevância do conteúdo inadequado citada no Manual da Nova Classificação Indicativa não tem sido utilizada como tendência de indicação, vinculada a uma faixa etária. Quando utilizada, a relevância tem efeito agravador ou amenizador para classificação da obra.

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando se apresentam cenas em que o sangue é oriundo de alguma lesão corporal, seja ela exibida ou não: sangue originado de agressões físicas (como socos e tiros), acidentes (como os automobilísticos e domésticos), procedimentos médicos e lesões internas (como cirurgias, vômitos com sangue) e cenários ou objetos ensanguentados. Pequenos cortes, testes hemopáticos, menstruação e sangramentos nasais não são considerados (salvo quando o enquadramento e as composições de cena valorizem a presença de sangue).

EXEMPLO: Personagem encontra sua cama suja de sangue.

video

VÍDEO: Heroes

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há na cena vítima ou paciente que apresenta qualquer tipo de sofrimento ocasionado, principalmente, por um ato direto de violência.

EXEMPLO: Vítima chora por ter sido esmurrada; vítima sofre dores ocasionadas por lesões sofridas em um acidente; vítima entra em depressão por ter sofrido preconceito.

video

VÍDEO: Heroes

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada em cenas com narração, cartelas gráficas ou diálogos que narrem detalhadamente atos violentos.

EXEMPLO: Personagem confessa assassinato, revelando que matou a facadas.

video

VÍDEO: OZ

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há rixa ou ato agressivo que atente contra a integridade corporal ou a saúde de outrem, como um soco, ato que cause debilidade temporária ou permanente em alguém, dopagem ou intoxicação, e ainda quando há apresentação de cenas em que haja xingamentos entre personagens.

EXEMPLO: Personagens brigam com socos e chutes, personagem com uma pedrada quebra o nariz de outro, personagem coloca comprimidos tranquilizantes no chá de outro para fazê-lo desmaiar, lançamento de gás de pimenta em um evento público, personagem xinga a outra de vadia preguiçosa.

video

VÍDEO: Shenandoah

07 de outubro de 2010

– A tendência é aplicada quando há constrangimento, degradação ou humilhação expressas de várias formas, seja verbalmente ou por meio de imagens e contextos. A predisposição da(s) pessoa(s) a se envolver(em) numa situação não é atenuante para o conteúdo humilhante. Principalmente, se ela o faz por inocência ou em troca de outra coisa (dinheiro, por exemplo).

EXEMPLO: Pessoa aceita colocar chapéu de burro em troca de dinheiro; pessoa,aceita ser suja com ovos para conseguir participar de um programa de TV.

video

VÍDEO: Veronica Mars