Entrevista com Beth de Oxum, do Coco de Umbigada

Entrevista com Beth de Oxum, realizada pelo pesquisador Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco, Luiz Carlos Pinto.

Entrevista Beth de Oxum

Maria Elizabeth Santiago de Oliveira, em artes Beth de Oxum, percussionista, fundadora dos primeiros afoxés de Pernambuco, um em destaque, pois criou e presidiu por 7 anos “Afoxé Filhos de Oxum”, afoxé que passou a incluir a mulher também na percussão,
Foi eleita Presidente a 15 anos atrás do Afoxé Alafin Oyó, época em que o afoxé em Olinda, tinha um papel importante de mobilização social e de combate a intolerância religiosa de Matriz Africana.
Fundadora do Maracatú Badya, o primeiro a incluir a figura da mulher no baque do maracatu. Toca em diversos Maracatús de Nação, Maracatus de baque virado oriundos dos terreiros de Matriz Africana.
Durante quase sete anos, como musicista, correu o Brasil e o mundo (Paris, Berlim, Frankfurt, Madri, Milão, Suíça) acompanhando a cirandeira Lia de Itamaracá.