#CarnavalCamaragibe2017, Nova Era,

#CompartilheCulturaCamaragibe

“Eu acredito é na moçada.”

O Bloco Lírico Amantes das Flores de Camaragibe recebeu no palco a homenageada do #CarnavalCamaragibe2017, Eliane Medeiros. Também conhecida como Eliane do Boi e Eliane do Cavalo, residente do Bairro de Alberto Maia e diretora da Federação das Agremiações Carnavalescas de Camaragibe – FACC, também homenageada este ano, a presidente do Boi Camarás também participou das discussões sobre o nosso Carnaval, junto ao Conselho Municipal de Cultura de Camaragibe – Sociedade Civil e ao Fórum Permanente de Cultura de Camaragibe, no qual ela é uma das coordenadoras. Na reta final dessa luta contínua, alguns participantes da comissão do Carnaval optaram por se afastar da mesma, se eximindo da responsabilidade da realização do Carnaval, por motivos por eles expostos publicamente nas redes sociais.

Com a sua voz empostada, não é de hoje que Eliane procura fazer o Carnaval dar certo, sugerindo, inclusive, a categoria Cultura Popular na Convocatória do Carnaval enquanto representante desse segmento, através de sua participação na primeira reunião acerca de como seria o edital, junto a Daniel Barreto, Léo Ferreira, Jarmeson de Lima, Karolina Costa, Anderson Rangel e Mauro Sergio Pereira da Silva, representante do segmento da Pessoa com Deficiência, cujas demandas deverão ser cada vez mais atendidas em nosso município, a julgar que contamos com 34 mil habitantes com algum tipo de deficiência. No balanço de Carnaval atentaremos para isso, e continuaremos a debater, para fazer mais e melhor no São João 2016. Nesse trabalho coletivo de reeducação em relação a essa parcela da sociedade, 1/4 da população brasileira, a incisiva participação do Conselho da Pessoa com Deficiência é fundamental.
A Boi Camarás foi uma agremiação privilegiada e homenageada, podendo tocar em praticamente todos os palcos desse Carnaval realizado pela Prefeitura Municipal De Camaragibe. Também haverá shows de ooooutras atrações camaragibenses no palco principal, a exemplo do grupo Boneca de Feira, que agitou o povo nesta sexta (24), e nos polinhos comunitários, iniciativas já existentes nas comunidades que a Prefeitura fortaleceu. Em que pese aqui o incentivo da Secretária de Comunicação, Amanda Batista, junto ao prefeito na intercessão pelas atividades nos bairros de Alberto Maia, Tabatinga, Timbi, Vera Cruz e Viana — todos locais onde já acontecem, de forma independente, ações culturais sem o apoio da Prefeitura. Com a assessoria e consultoria da Fundação de Cultura, os polinhos acontecem nos próximos dias com apresentações de diversos grupos de cultura popular, para os moradores que não desejam ir longe pra brincar. observação: No caso das comunidades de Jardim Primavera, Vale das Pedreiras e adjacências, que contaram com um pólo descentralizado no São João passado, e não desta vez, espero que o palco principal na Vila da Fábrica atenda bem esse público. Foi bem bonito receber os foliões do Corujão em direção ao palco principal da festa.
No mais, vamos avaliar as nossas escolhas, de forma participativa junto aos instrumentos de gestão públca compartilhada (Conselho e Fórum de Cultura) para que os próximos ciclos sejam ainda mais fieis às demandas e anseios dos cidadãos camaragibenses, todos eles — seja os que amem Siba, Musa ou o grande Mestre Zé Negão. Certamente para os próximos grandes eventos teremos a vitalidade da experiência, entre acertos e erros, como foi o caso do atraso na montagem no palco, prejudicando as primeiras apresentações infelizmente, para afinar e reafirmar as nossas posições e verdades políticas, raramente absolutas e sempre provisórias. Aprendamos juntos, sempre com muito debate e de maneira horizontal.
Boas intenções não faltaram da parte da Fundação de Cultura de Camaragibe, órgão que responde a Prefeitura de Camaragibe, tampouco ação (quando nos é permitido lutar), desde essa primeira reunião, para que o Carnaval em nossa cidade se realize de forma transparente e democrática. Começamos agora o Carnaval, mas já estamos de olho do balanço final dele, mais para frente, onde poderemos avaliar os bônus e ônus da empreitada momesca municipal que buscou envolver diversas secretarias da Prefeitura de Camaragibe: Secretaria de Comunicação, Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente- Seplama, Secretaria de Desenvolvimento – Sedec, Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Governo, Secretaria de Finanças, Secretaria de Segurança Cidadã e Mobilidade, Secretaria de Saúde, Secretaria de Defesa Civil, Secretaria de Infraestrutura, Projetos especiais, a própria Procuradoria Geral do Município, e principalmente a Guarda Municipal cujo efetivo dá conta da segurança do #CarnavalCamaragibe2017.
Apesar do pouco tempo e outras dificuldades comuns ao manejo de eventos públicos desse porte, o nosso Presidente Olimpio Costa, assessorado pela expertise da Coordenadora do Carnaval Prazeres Barros, junto a equipe da Fundação de Cultura de Camaragibe, muito se empenharam para devolver à cidade um Carnaval digno desse povo que trabalha de sol a sol, o dia todo todo dia. Mantemos um olhar muito atencioso à classe artística, em especial aos cidadãos participantes (profissionais da Cultura) nas discussões sobre políticas públicas, apesar de ser tão novíssima gestão. O Prefeito Demóstenes Meira, com todo seu histórico com o Carnaval de Camaragibe, recordado pelo músico Marron Brasileiro em seu show na Vila da Fábrica, sabe da importância da Festa de Momo para a cidade: até hoje é a manutenção da mais rica e visceral expressão da CulturaCamaragibe.
Foto: Josivan Rodrigues
Texto: Karolina Pacheco
#CompartilheCulturaCamaragibe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*