Marcelo Rubens Paiva, que foi indicado ao prêmio de Ordem do Mérito Cultural concedido pelo Ministério da Cultura à pessoas, iniciativas ou instituições que tenham contribuído com a cultura brasileira, recusa prêmio e dispara: “Aceitaria se fosse de um governo eleito”.

Marcelo Rubens Paiva. Origem da foto: internet.

Marcelo Rubens Paiva. Origem da foto: internet.

Por Cultura Livre 

O escritor Marcelo Rubens Paiva publicou no último dia 11 uma foto no seu perfil do Facebook revelando a sua recusa ao prêmio de Ordem do Mérito Cultural concedido pelo Ministério da Cultura, a pessoas, iniciativas ou instituições que tenham contribuído com a cultura brasileira:

“Era uma comenda de Ordem ao Mérito do MinC. Deste governo golpista. Como democrata, recusei. Até estranhei a oferenda.”, escreveu Rubens Paiva.

O escritor agradeceu, mas recusou a indicação e disse que  ‘só aceitaria se o prêmio fosse dado por um governo eleito’.

“Caros, obrigado pela lembrança, mas vou declinar. Sou um democrata, e não aceito a forma como o novo governo foi conduzido ao Poder. Aceitaria se fosse de um governo eleito pelo voto direto”, escreveu.

Rubens Paiva lança este mês a biografia da banda punk Inocentes, feita em parceria com Clemente, intitulada Meninos em Fúria.

Veja a troca de e-mails entre Milton da Luz Filho e o escritor Marcelo Rubens Paiva:

rubens paiva