A mostra “À mercê do impossível – Ana Cristina Cesar” reúne acervo textual, fotográfico e visual da artista que é considerada um dos maiores expoentes da geração marginal.

Por Cultura Livre | RJ

A partir do dia 21 de março a CAIXA Cultural Rio de Janeiro faz uma imersão no universo poético da escritora carioca Ana Cristina César. A mostra À mercê do impossível – Ana Cristina Cesar revela ao público um mosaico de seus trabalhos em diferentes suportes, como textos, videoarte e fotografias fazendo um passeio pela trajetória da autora cuja intensa produtividade resultou em uma carreira meteórica.

Com curadoria de Ana Hortides, a exposição é a primeira no Brasil totalmente dedicada à vida e à obra de Ana Cristina, que completaria 65 anos em 2017. Dividida em quatro diferentes núcleos – textual; fotográfico e videográfico; sonoro e infantil – a montagem do espaço se destaca pelas criativas saídas cenográficas utilizadas para expor de modo alternativo a seleção de poemas escolhidos.

Com o objetivo de incentivar a leitura, Hortides fez questão de separar um espaço dedicado ao público infantil, com atividades dirigidas realizadas por educadores:

“A exposição À mercê do impossível – Ana Cristina Cesar faz um duplo convite ao público da cidade do Rio de Janeiro: por um lado, entrar em contato com a obra, a biografia e a fortuna crítica a respeito desta que tem se consolidado como uma das maiores poetas brasileiras do século XX; por outro, mergulhar no prazer de seu texto, e ficar, como diz Ana no verso que dá título à mostra, à mercê do impossível” declara Thiago Grisolia, um dos curadores. “Para tanto, contaremos com peças de seu acervo de fotografias e documentos, as primeiras edições de seus livros, um filme sobre sua poética e ainda realizaremos um seminário com importantes estudiosos de sua obra. Mas, sobretudo, contaremos com seus poemas, que, sendo a parte mais essencial de seu legado, ganharão corpo na galeria da Caixa Cultural Rio de Janeiro”, enumera.

Ana Cristina Cesar. Credito da Foto: Clara Alvim/Acervo Ana Cristina Cesar/Instituto Moreira Salles.

Ana Cristina Cesar. Credito da Foto: Clara Alvim/Acervo Ana Cristina Cesar/Instituto Moreira Salles.

Ana Cristina Cesar é considerada um dos maiores nomes da Poesia Marginal, da chamada “geração mimeógrafo” na década de 1970.  Apesar da interrupção precoce de sua carreira, após cometer suicídio com apenas 31 anos, em 1983, a artista deixou um vasto acervo com uma extensa produção de escritos, diários, correspondência, esboços e desenhos. Após sua morte, outros textos seus foram lançados em diversas edições, como Poética (2013). Além de poeta, foi professora, tradutora, ensaísta e pesquisadora, tendo sempre a literatura como principal objeto de trabalho.

Serviço:

Mostra À Mercê do impossível – Ana Cristina Cesar

Quando: de 21 de março à 7 de maio de 2117. 

Onde: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Galeria 4

Quanto: Entrada Franca