Cultura Livre

+ Cultura + Ativismo #TudoLivre

Category: Música

JazzB faz show para bebês inspirado no poeta Manoel de Barros

O grupo Fê Lelot Música para Crianças vai apresentar músicas do álbum “Revoada”.

Por Cultura Livre | SP

No próximo sábado (12) a partir do meio-dia, o projeto “JazzBB” de música para bebês, da casa de shows JazzB, situada no centro de São Paulo, vai receber um show especial com músicas inspiradas em poemas de Manoel de Barros, com direito a um brunch cheio de guloseimas feitas especialmente para crianças e pais que participarem do evento. Para os pequenos de até sete anos, tanto o show quanto o buffet são gratuitos.

JazzBB faz brunch musical para pais e filhos.

JazzBB faz brunch musical para pais e filhos.

O grupo Fê Lelot Música para Crianças, com a contribuição da cantora Tatiana Parra, vai apresentar músicas do álbum “Revoada”, que tem como tema principal os tipos diferentes de passarinhos e as particularidades poéticas que cada um pode ter.  Com inspiração no universo do poeta matogrossense Manoel de Barros, todas as faixas trazem diferentes instrumentos de sopro, de corda e de percussão para despertar a imaginação dos pequenos.

Fê Lelôt.

Fê Lelot.

A sonoplastia passeia por múltiplas e distintas possibilidades sonoras: é possível perceber sons de folhas, de árvores, do vento mas também de buzinas e de motores. O objetivo é fazer com que cada criança invente a sua própria maneira de ser pássaro, ou seja, de voar a partir das asas da criação, do sonho e da fantasia.

É um brunch musical para famílias com bebês e crianças pequenas ao som de um jazz de primeira. Na casa, toda a infraestrutura para receber os pequenos ouvintes: show com volume reduzido, banheiro com trocador, tapetes no chão e muito mais.

A abertura da casa será às 12h, com dois horários de show, das 14h30 às 13h15, e das 14h30 às 15h15. O ingresso custa R$ 12,50 para crianças de 11 a 15 anos, R$ 25 para os demais. Crianças de até dez anos têm entrada gratuita. O buffet é servido das 12h às 16h, e custa R$45 para adultos a partir de 16 anos; crianças de sete a 15 anos pagam R$ 20.

Street Art Festival reúne skate, dança, música e graffiti em Novo Hamburgo-RS

O evento multi-arte “Stret Art Festival” acontece na Sociedade Ginástica Novo Hamburgo, com entrada franca.

Por Cultura Livre | RS

No próximo sábado (18), um mix de arte e cultura urbana invade a cidade gaúcha de Novo Hamburgo, com a segunda edição do Street Art Festival.

O evento, em prol da valorização da cultura de rua, reúne live paint, Museu do Skate, mini ramp, apresentações teatrais, mostra de vídeos, exposições de arte, fotografia, música, dentre outras atrações a céu aberto e tudo com entrada franca.

street_art_festival_-_facebook_oficial_3

O evento conta com mini ramp para quem quiser arriscar manobras no skate.

Segundo os organizadores, um dos destaques desta edição é o Museu do Skate montado especialmente para o evento. A exposição traz recortes de jornais, peças antigas, vídeos, cartazes, zines e outros registros que marcam a história do skate em Porto Alegre. Para quem quiser mandar uma manobra na mini ramp, o festival conta com sessions para skatistas profissionais e abertos ao público.

Dentre as atrações estão programadas atividades com graffiti e customizações, além de uma instalação criada por artistas urbanos de comunidades carentes da região.

A moda também tem espaço no festival com a presença de expositores, estúdios de tatuagem, barbearias e até brechós. O teatro circense fica por conta do espetáculo “SEgundatentATIVA”, que apresenta malabarismo com claves, bolas gigantes e pirofagia, no esquema de improvisação.

Um dos maiores bateristas do país, Demétrius Locks fará um Drum Solo durante a festa. Demétrius tem seu trabalho reconhecido em todo Brasil, Europa e Estados Unidos, onde se destaca pela técnica do ritmo Maracatu aplicado ao kit de bateria.

 Demétrius Locks estará fazendo um Drum Solo durante a festa oficial do Street Art Festival. Crédito da Foto: Divulgação.

Demétrius Locks estará fazendo um Drum Solo durante a festa oficial do Street Art Festival. Crédito da Foto: Divulgação.

Haverá ainda um polo gastronômico instalado com diversos foodtrucks e opções de gastronomia de rua.

Serviço:

Quando: 18 de Março
Horário: das 11 as 23 horas – Área Externa e das 23 as 04 horas – Área Interna
Onde: Sociedade Ginástica Novo Hamburgo
Endereço: Rua Castro Alves, 166 – Bairro Rio Branco – Novo Hamburgo
Preço: Entrada franca

Mimo Festival traz maratona de shows gratuitos ao Rio

O festival tem entrada franca e apresentação de shows de artistas consagrados como Ney Matogrosso, Pat Thomas, Chico César, João Bosco e Hamilton de Holanda.

João Bosco se apresenta no Mimo Festival. Crédito da Foto: Divulgação.

João Bosco se apresenta no Mimo Festival. Crédito da Foto: Divulgação.

Por Cultura Livre – RJ

Começa nessa sexta-feira(11) um dos maiores eventos de música instrumental gratuito do país. Até domingo (13) o Rio de Janeiro recebe o MIMO Festival, que vai reunir grandes nomes da música brasileira e estrangeira em vários pontos da cidade, além de cursos, cinema e atividades poéticas, sempre com entrada franca.

Essa edição do festival, que também já passou por Tiradentes, Ouro Preto e Paraty em anos anteriores, escolheu o Rio para receber a programação que reúne mais de 60 concertos, em cenários cartões-postais da cidade. A Praça Paris, na Glória, recebe dois palcos, o principal e o “Se Ligaê”. Nele, acontecem encontros musicais, como Jards Macalé e Otto, Simone Mazzer e Alice Caymmi, João Bosco e Hamilton de Holanda e Chico César com Miguel Araújo. No local também acontece o encerramento do festival, com ninguém menos que Ney Matogrosso.

As igrejas da Candelária, Outeiro da Glória, São Francisco da Penitência, Cine Odeon, patrimônios históricos da cidade, também estão entre os locais que vão receber os shows.

Nesta sexta, os artistas portugueses Mário Laginha e Pedro Burmester abrem o festival, às 18h30, com um concerto de dois pianos, na Igreja da Candelária, no Centro.

Dentre os artistas internacionais, outro destaque é Pat Thomas, da África Ocidental, que será acompanhado pela Kwashibu Area Band. Ele é o maior representante do highlife, gênero musical popular que nasceu nos anos de 1920 no Gana e influenciou diretamente o surgimento do afrobeat. Outra grande atração estrangeira é a diva colombiana Totó la Momposina, aos 76 anos e 50 de carreira, é uma das artistas mais respeitadas da América do Sul e conhecida como rainha da cúmbia.

Toto La Momposinsa é atração da Colômbia. Crédito da foto: Divulgação.

Toto La Momposinsa é atração da Colômbia. Crédito da foto: Divulgação.

No sábado, às 19h, Pablo Lapidusas International Trio sobe ao palco principal, no mesmo horário em que Jards Macalé convida Otto no Palco Se Ligaê. Às 20h, o grupo Bixiga 70 sobe ao palco da Praça Paris. João Bosco e Hamilton de Holanda se apresentam às 21h no Palco Se Ligaê; e às 22h30 será a vez do espetáculo de Pat Thomas & Kwashibu Area Band.

No domingo, às 17h30, começa a Chuva de Poesia, no Outeiro da Glória. O CCOMA abre os concertos da Praça Paris às 17h, no Palco Se Ligaê. Às 18h, será a vez de Jacky Terrasson & Stéphane Belmondo, diretamente da França para o palco Praça Paris. Para encerrar o evento, Ney Matogrosso leva à praça o show da turnê de “Atento aos Sinais”.

Atrações educativas

O MIMO também tem atrações educativas e lúdicas, com promoção de encontros entres artistas que participam do festival com jovens profissionais e estudantes de música. Aulas com Bixiga 70, Mario Laginha e Pedro Burmester (Portugal), Antonio Nobrega, Pat Thomas, Jacky Terrasson, Stéphane Belmondo, entre outros, além de workshop sobre a cúmbia com músicos da Totó la Momposina.

A poesia marca presença no festival com a proposta lúdica da Chuva de Poesia. Criada pelo poeta, tipógrafo e artista plástico Guilherme Mansur, a Chuva de Poesia acontece há mais de 20 anos em Minas Gerais. A proposta da iniciativa é fazer chover poesia no céu das cidades. Do alto de locais selecionados, milhares de folhas soltas coloridas, com tipografias especiais, são lançadas ao vento para o público que, invariavelmente, lota os locais para receber as pancadas esparsas dos poemas. As cidades do Rio de Janeiro e Olinda serão presenteadas com obras dos poetas portugueses Teixeira de Pascoaes, Mário de Sá-Carneiro, Mário Cesariny e António Maria Lisboa.

Veja a programação completa no site www.mimofestival.com.

 

Mostra ‘Hermeto Pascoal 80 anos’ homenageia o músico no Teatro Municipal de Niterói

Mostra em Niterói faz homenagem aos 80 anos do mestre do improviso.

Hermeto Pascoal é homenageado na mostra "Hermeto 80 anos". Crédito da foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa.

O músico é homenageado na mostra “Hermeto Pascoal 80 anos”. Crédito da foto: Divulgação.

Por Cultura Livre – RJ

O Teatro Municipal de Niterói recebe na sala anexa Carlos Couto a exposição “Hermeto Pascoal 80 Anos“, em comemoração ao aniversário de 80 anos do multi-instrumentista completos neste ano.

Com curadoria de Teca Nicolau e participação do músico Fábio Pascoal, filho de Hermeto, a mostra faz um passeio pela multiplicidade de sonoridades, imagens e formas, marcas registradas na carreira do artista.

“A exposição conta um pouco da história, genialidade e irreverência de Hermeto, compositor, arranjador e multi-instrumentista brasileiro que toca acordeão, flauta, piano, saxofone, trompete, bombardino, escaleta, violão e diversos outros instrumentos musicais. Ímpar em seu processo criativo e de manifestação musical, a todo momento registra composições em quaisquer objetos ao alcance de suas mãos (panelas, revistas, bacias, tampas de vasos sanitário, toalhas, bule, chapéu, bandejas, pratos, copos e até paredes), tornando-os como bases para partituras com a mesma habilidade que extrai sons e notas melódicas de objetos inusitados.” , conceitua Fábio Pascoal.

Serviço:

Mostra “Hermeto Pascoal 80 anos”

Data: Até 30 de novembro

Horário: visitação de terça a sexta, das 10h às 19h, sábados e domingos de 15h às 19h.

Preço: Gratuito.

Revista Vaidapé #6 será lançada neste domingo com festival no CEU Butantã

A 6ª edição da Revista Vaidapé  será lançada com um festival multiartístico no CEU Butantã. O evento que acontece neste domingo (23) contará com apresentações musicais, projeções, campeonato de skate e sarau aberto.

vaidape.jpg 2

Cultura Livre – SP

O coletivo de mídia Vaidapé, que foi criado para atuar na defesa dos direitos humanos, denunciando a violência institucional e valorizando as movimentações marginais chega ao seu quarto  ano de existência com fôlego. O lançamento da sexta edição da revista impressa Vaidapé, que também atua com disseminação de conteúdo livre em um site e redes sociais, será feito em um grande festival multiartístico, com distribuição de 5.000 exemplares gratuitos e diversas atrações culturais.

Dentre elas, o cantor pernambucano Di Melo, que vai se apresentar ao lado da Semiorquestra. No line-up musical, também estão Obinrin Trio, Lu Manzin, Dinho Nascimento, Inffesto e DJ Niely. O festival vai contar com projeções visuais feitas pelo Cäimbra Coletivo.

Um campeonato de skate com premiação para melhores manobras e a realização de um sarau com microfone aberto para o público vão agitar a tarde de domingo no Butantã. A festa também será enfeitada por um varal de lambe-lambes.

Festival de lançamento da Vaidapé #5, em abril deste ano, contou com presença dos skatistas da região.

Festival de lançamento da Vaidapé #5, em abril deste ano, contou com presença dos skatistas da região.

A proposta do coletivo é que a revista esteja presente nos espaços públicos da cidade, circule nas ruas, praças, ocupações, encontros, centros culturais, debates, universidades e movimentos sociais.

Depois do lançamento no CEU Butantã, a edição será distribuída em um segundo evento no Calçadão Cultural do Grajaú, zona sul de São Paulo. Em breve, serão anunciados os pontos fixos de distribuição, que devem abarcar todos as zonas da cidade de São Paulo.

Serviço:

Data: domingo, 23 de outubro de 2016

Local:Pista de skate do CEU Butantã – São Paulo (SP)

Poesia na periferia

Até o próximo domingo, 23 de outubro, acontece a 9ª Mostra Cultural da Cooperifa em São Paulo.

Criolo é um dos destaques do evento. Crédito da foto: Raul Zito

Criolo é um dos destaques do evento. Crédito da foto: Raul Zito

Por Cultura Livre – SP

O poeta da periferia Sérgio Vaz realiza pelo nono ano a Mostra Cultural da Cooperifa. Dentre as múltiplas atividades promovidas no evento que acontece na Zona Sul, região periférica da cidade de São Paulo, estão shows de Fabiana Cozza, Criolo, conversas sobre empreendedorismo, literatura negra feminina, dança, futebol, cinema, teatro, ativismo e resistência, rap, samba e soul.

“Essa mostra prova que valeu a pena sonhar, a Cooperifa é resistência.”, diz o produtor.

Confira na página oficial do #Cooperifa no Facebook toda a programação, que é gratuita:

https://www.facebook.com/Cooperifaoficial/#

© 2019 Cultura Livre

Theme by Anders NorenUp ↑

Pular para a barra de ferramentas