O Ministério da Cultura, em parceria com a RNP, promoveu no Rio de Janeiro nos dias 17 e 18/03 uma conversa entre aproximadamente 40 técnicos e especialistas em projetos de armazenamento e disponibilização de conteúdos digitais na rede. O objetivo foi debater os novos cenários no campo do armazenamento e distribuição de acervos digitais, buscando consolidar a posição do MinC e parceiros na especificação do projeto de desenvolvimento de uma plataforma aberta para disponibilização de conteúdos digitais. O governo acredita que vídeo digital é um debate essencial, pois sua produção e circulação via Internet tende a aumentar rapidamente nos próximos anos, de modo a ocupar boa parte da banda da Internet.

No momento em que estamos definindo e detalhando questões como formatos de disponibilização, mecanismos de visualização, alternativas de interatividade, arranjos para licenciamento customizado de conteúdos e modelos de hospedagem de arquivos em alta definição para a formulação do projeto, a possibilidade de estar em contato direto com os implementadores dos principais projetos de disponibilização de conteúdos audiovisuais no mundo foi fundamental para a atualização das premissas que definirão os rumos do projeto brasileiro.

O principal objetivo do Ministério, ao propor a contrução de uma plataforma de mídia online é responder, por um lado, o investimento do Governo Federal na universalização de infraestrutura de acesso à Internet e promover a inclusão digital e, por outro lado, à implementação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T).

Este é uma requisição que é consequência da expansão do escopo da Secretaria do Audiovisual para articular cinema, vídeo, televisão, jogos eletrônicos, mídias móveis e as relações entre arte e seus circuitos. Esse escopo não pode ser negligenciado por nenhum governo que tem políticas de audiovisual.

O Ministério da Cultura tem diretivas de digitalização e democratização do acesso ao conteúdo audiovisual brasileiro que incluem restauração, preservação, catalogação, documentação e difusão. O MinC agora expandiu esta iniciativa para digitalização e acesso, contemplando os conteúdos existentes e aqueles a serem produzidos, atendendo as demandas de acesso e investimento na coleta e crição de modelos de negócio para a economia audioviual.

Com o objetivo de colocar estas diretivas em prática, o Ministério está buscando construir uma plataforma plataforma livre, construída coaborativamente, envolvendo,  de um lado, instituiçõe educacionais e de pesquisa, e de outro lado lado, instituições culturais como a Cinemateca, provendo conteúdo, assim como Pontos de Cultura.



PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

Dia 1

Manhã (9 – 13h)

* Boas-vindas e apresentação do projeto.

* Apresentação dos participantes.

* Apresentação de lista de todas as plataformas de vídeo online que podem servir de referência ou base para o projeto.

* Criação de uma lista de recursos formulada pelos participantes do evento, dividindo a partir do foco dos GTs (rediscutido durante o evento).

* Encerramento dos debates da manhã com a visão do quadro geral. Debates.

Tarde (15 – 19h)

* Proposta de divisão dos participantes em três grupos temáticos. O objetivo foi reunir os grupos de acordo com os temas que tratam, buscando levantar elementos que permitam uma melhor avaliação das diferentes tecnologias / arranjos para os objetivos em tela.

* Grupo 1 – Metadados.

* Grupo 2 – Funcionalidades e infraestrutura.

* Grupo 3 – Modelos de negócio.

Dia 2

Manhã (9 – 13h)

* Apresentação:

– Lista de plataformas de vídeo online.

– Funcionalidades elencadas no primeiro dia, e as plataformas que as contemplam.

* Apresentação dos resultados de cada grupo:

– 30 min – apresentação.

– 30 min – debate.

* Debate sobre resultados.

* Palavras finais sobre a continuidade do projeto.

Tarde (15h – 19h)

Grupo Técnico

* Proposta de roteiro para o desenvolvimento.

* Recursos Necessários

* Outras atividades.


PARTICIPANTES

Entre os participantes do evento, as seguintes instituições estavam representadas:

* Casa de Cultura Digital – www.casadaculturadigital.com.br

* Elo Company – www.elocompany.com

* Ericsson – www.ericsson.com

* Miro Community – www.mirocommunity.org

* Open Video Alliance – www.openvideoalliance.org

* RNP – www.rnp.br

* SERPRO – www.serpro.gov.br

* TV Cultura – www.tvcultura.com.br

* USP – www.usp.br

* Vodo – www.vodo.net

OFICINA

Brainstorm e rascunho da Plataforma

No primeiro dia da oficina os participantes foram apresentados a três principais tópicos de discussão, opinando sobre o que seria discutido nesses em cada grupo:

* Metadados

* Funcionalidades da interface e infraestrutura

* Modelos de negócio

Os participantes foram divididos em 3 grupos para discutir as questões daquele tópico, para que os resultados fossem apresentados no segundo dia.

Os resultados deveriam ser apresentados em uma tabela com as seguintes colunas:

* Recurso / funcionalidade

* Descrição

* Prioridade (curto, médio ou longo prazo)

* Benchmark (implementações prévias)

O resultado do trabalho de cada grupo será apresentado nos artigos a seguir.