Cartazes do Fórum da Cultura Digital Brasileira 2009

Publicamos semana passada um post no blog do Seminário Internacional do Fórum da Cultura Digital 2009 avisando que a nova edição do Fórum já está programada e os membros desta rede estão convidados a construir juntos a programação do evento. De lá para cá, muita sugestão interessante surgiu (veja nos comentários deste post: http://culturadigital.br/seminariointernacional/2010/09/21/preparacao-para-o-forum-da-cultura-digital-2010/). Continuamos, então, a chamada coletiva para ideias, ações, experiências, temas de discussão, agora já no blog oficial do Fórum 2010.

Replicamos abaixo o post publicado e continuamos abertos à sugestões. Ao final do texto, fizemos uma compilação das ideias postadas nos comentários do post do fórum de 2009, lembrando sempre que sugestões são sempre muito bem-vindas.

Preparação para o Fórum da Cultura Digital 2010

Está confirmado: a Cinemateca Brasileira receberá pelo segundo ano consecutivo o Fórum da Cultura Digital Brasileira. Um pouco diferente e maior se comparado à edição de 2009, o evento este ano focará em encontro de redes (e intra-redes) já articuladas de cultura digital e divulgação de experiências pioneiras e inovadoras espalhadas pelo país. O Fórum acontecerá de 14 a 17 de novembro, em São Paulo, e apesar do pouco tempo de produção, gostaríamos de construir a programação colaborativamente e contar com o apoio da comunidade para a elaboração do encontro.

Um blog específico será criado nos próximos dias. Com o tempo, podemos abrir, inclusive, blogs diferentes para cada área de programação do Fórum. Enquanto isso não acontece, adianto por aqui o que está desenhado e abro o espaço desde já para sugestões e ideias. Abaixo, uma divisão pensada para os espaços e atividades, a serem preenchidas com sugestões da organização e da própria rede. Ontem uma reunião prévia foi realizada na Casa da Cultura Digital, em São Paulo, em que alguns parceiros e integrantes do CulturaDigital.Br já elencaram uma série de ações que podem ser incorporadas, brevemente descritas abaixo.

Para enviar sugestões ou complementar as que estão descritas, deixem um comentário neste post, que sistematizaremos as contribuições (enquanto não montamos uma ferramenta para isso).

FÓRUM DA CULTURA DIGITAL BRASILEIRA 2010: CONSTRUÇÃO COLETIVA

QUANDO: 14 a 17 de novembro de 2010, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo;

14/11: Show de abertura

15 a 17/11: Fórum da Cultura Digital, na Cinemateca Brasileira;

-Seminário (sala principal: BNDES)
2 mesas por dia

Eixos de discussão conceitural do Seminário:

1.Eixo Econômico
Distribuição livre e Remuneração do criador: como manter o livre fluxo de conteúdo, bens e produtos culturais privilegiando a remuneração dos criadores? Usuários, criadores, a rede. Que embates e interlocuções são possíveis no contexto de uma economia criativa e sustentável?

2.Eixo social/ cidadão
Apropriação tecnológica: entendimentos sobre o conceito de “tecnofagia”. A apropriação tecnológica atrelada à construção de repertório cultural. Produção de conteúdo legítimo à diversidade, resignificação, acesso, qualificação do uso. Relações com o Programa Nacional de Banda Larga.

3.Eixo simbólico
Transmidiatividade: a internet entendida como contexto, como rede, interlocução e interatividade. Qualidade estética e editorial em processos colaborativos. As transformações sofridas pelo artista em seu processo criativo e a necessidade de pensar multiplataforma: cultura digital não é apenas internet.

Convidados e temas das mesas: a definir (ABERTO A SUGESTÕES)

-Plenária (Sala Petrobrás)

Elaboração da carta proposta a ser entregue ao Ministro da Cultura: definição de diretrizes para elaboração de política pública na área da cultura digital.

Dia(s) e horário(s): a definir

-Experiências (Sala Petrobrás)

Apresentação de experiências de cultura digital espalhadas pelo país.

-Uso de Recursos Educacionais Abertos pelo Colégio Dante Alighieri (sugestão da Bianca Santanna);
-Transparência Hack Day Especial Números da Cultura-Hackerspace;
-Mapa da Cidade Tiradentes
-Arte Digital.Br

SUGESTÕES SÃO MUITO BEM-VINDAS!

-Encontro de Redes (Tenda 1)

SUGESTÕES SÃO MUITO BEM-VINDAS!

-Atividades “mão na massa”/ oficinas (Tenda 2)

-Espaço para remix (Sugestão de Pixel, Marco Nalesso, Adriano de Angelis)
-Espaço para experimentação audiovisual (sugestão do Pixel)
-Mapping (sugestão do Pixel)
-Circuit Band/ Hardware aberto (sugestão do Cícero)
-Mutirão para licenciamento livro de material didático (sugestão da Bianca Santanna)

-SUGESTÕES SÃO MUITO BEM-VINDAS!

**

Idéias pescadas nos comentários do post:

-Espaço para atividades espontâneas/discussões (Tenda 3);

-Linha do tempo da cultura digital brasileira: como a sociedade civil e coletivos ativistas chegaram ao Minc e elaboraram grandes ações (sugestão do Leo Germani);

-Rede de servidores livres/ API de acervos distribuídos (sugestão do Leo Germani)-Debate sobre economia e cultura digital como desenvolvimento alternativo (sugestão do Felipe Altenfelder)

-Como é desenvolver cultura em software livre: análise 8 anos depois (sugestão do Leo Germani)

-Cultura digital nos próximos 10 anos: balanço e projeção importante para o atual momento histórico (sugestão de Adriano de Angelis);-Discussão sobre televisão: construção de um outro modelo, a tevê que todos sonhamos (sugestão de Adriano de Angelis);

-Repensando o Tempo Real: como tecnologias como o Google Instant, Twitter e o pubsubhubbub estão alterando nossa noção de tempo e mudando nossa percepção de como consumir notícia (sugestão de Eduardo Fernandes);

-Discussão focada na ideia de “transpolítica”: como no espectro da construção das políticas públicas nos diversos campos sociais (educação, saúde, cultura etc) se dá a interação com os processos incitados pelo desenvolvimento da cultura digital? A cultura digital como um eixo transversal à construção de políticas públicas (Zonda Bez);

– Conversa sobre os sentidos da participação cidadã nas atuais condições tecnológicas. Com a emergência das novas tecnologias e da cultura digital a participação cidadã é também resignificada e tem seus sentidos ampliados, fazendo correspondência com as práticas de produção colaborativa e outras dinâmicas interativas que as mídias digitais proporcionam (sugestão de Luís Eduardo Tavares);

-Debate sobre cultura cultura digital e direitos autorias, com foco na questão da legalização do p2p (sugestão de Leonardo Barbosa);

-Roda de conversa sobre Contra Cultura Digital; relação entre movimentos contra culturais e a emergência da cultura digital no Brasil (sugestão de Thais Brito);

-Criação de um grande espaço de laboratório de experimentação (audiovisual, mashup, remix, mapping) para que cada um possa se instalar e trocar informações com pessoas de outras regiões (sugestão de Valentino Kmentt);

-Encontro-apresentação Nordeste Livre: reunir as pessoas que participam da rede NE livre para apresentação e discussão sobre o projeto e inciativas semelhantes pelo Brasil (sugestão de Ricardo Ruiz);

-Encontro da Rede de Servidores Livre; trazer para a conversa e para o trabalho conjunto as pessoas que fizeram o projeto RDSL funcionar até hoje (sugestão de Ricardo Ruiz);

-Prêmio cultura digital: encontro dos premiados pelo edital nacional (sugestão de Ricardo Ruiz);

-Apresentação de vídeos e áudios do Brasil Memória das Artes, projeto da Funarte que visa colocar acervos digitalizados na rede (sugestão de Ana Cláudia Souza);

-Sugestão de grupos a relatarem suas experiências: Coletivo Puraque em Santarém (PA) e MHHOB, em Teresina (PI) (sugestão de Leo Germani);

-Discussão voltada à Sociedade Informacional e a questão da influência das NTIC (Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação) na sociabilidade e a identidade dos indivíduos (sugestão de Maurício Santos);

-Relatos de experiências e debates sobre Interface da Educação e Educação na Cultura Digital; relatos de experiências de iniciativas como o  Minha Terra, uma rede social educativa com mais de 9 mil participantes, entre alunos e educadores, que junta sustentabildade, protagonismo juvenil, uso das telas digitais (internet, celular, games e TV) num ambiente de rede que estimula uso dos recursos da Web 2.0 (sugestão de Vanessa Rodrigues);

SUGESTÕES CONTINUAM MUITO BEM-VINDAS;


Tags: , , ,