A Arena da Cultura Digital é um espaço (com cerca de quarenta lugares, no foyer da sala BNDES da Cinemateca) destinado a abrigar as discussões quentes da conjuntura nacional e global. Nela, irão ocorrer debates propostos por organizações da sociedade civil e do governo. Um anfiteatro grego que irá abrigar apenas o coro dos (des)contentes.

No primeiro dia das discussões do Fórum – segunda-feira 15 de novembro – a Arena da Cultura Digital vai abrir os trabalhos às 10h da manhã, com um debate sobre um tema que tem tudo a ver com esse período pós-eleições: “Governança na Internet“. Aqui será o espaço de debate das estratégias e propostas dos governos recém-eleitos para a internet e também dos mecanismos da rede que serão usados para a governabilidade.

Depois de pelo menos uma hora para o almoço, às 14 horas começa a mesa sobre “Compartilhamento e remuneração do autor em contexto digital“, centrada numa das grandes discussões que envolvem a cultura digital: como remunerar os autores/artistas/criadores em um contexto onde o livre (e gratuito) compartilhamento de arquivos é cada vez mais dado como prática usual da sociedade.

Às 17h tem o coffe-break, e já às 17h30 começa a terceira e última discussão da segunda feira dia 15 de novembro: “Festivais de Música e Cultura Digital“, onde representantes de festivais de música de diversas regiões do país vão por em pauta a proliferação e a viabilidade de festivais independentes pelo Brasil e a relação desses com a cultura digital colaborativa. Esta última mesa do dia está programada para terminar às 20h30.

*

No segundo dia – terça-feira 16 de novembro – as atividades iniciam também as 10h com a mesa “Lan House e Cultura Digital: como legalizar sem matar“, onde o tema da legalização das lan houses vai ser o pano de fundo para discutir estes pólos de popularização da cultura digital no Brasil.

Na sequência, depois do almoço, às 14h, reinicia as conversas na Arena com o debate “Marco Civil da Internet e Cibercrimes“, que vai trazer especialistas da área de direito na internet e ciberativistas para o necessário debate sobre as leis em trâmite ou em discussão que vão regular a internet, os cibercimes e a legalização/criminalização do compartilhamento de arquivos na rede.

Depois da parada do coffe break, 18h30 começa a última mesa da Arena da Cultura Digital no segundo dia do Fórum: “Liberdade de Expressão em Contexto Digital“, que vai usar o recente caso com o blog Falha de SP – que fazia uma espécie de sátira ao jornalismo da Folha de São Paulo e acabou sendo processado pelo mesmo jornal – para discutir a questão da liberdade de expressão na rede. A previsão é que esta mesa termine por volta das 21h.

**

No terceiro dia – quarta-feira 17 de novembro –  a Arena vai ter apenas um debate: das 15h às 18h, será a vez da mesa “Banda Larga e Cultura digital” e debaterá os rumo da banda larga no Brasil, especialmente a partir do Plano Nacional de Banda Larga, que pretende até 2010 massificar a oferta de acessos de banda larga no Brasil, além de promover o crescimento da capacidade da infraestrutura de telecomunicações do país.

Tags: , , , , , , ,