Bibliotecas comunitárias: entre saberes e fazeres

Screenshot_20170324-085906-2

Nos últimos anos temos assistido ao crescimento e fortalecimento de ações e práticas de mediação de leitura realizadas por coletivos, que em sua maioria são formados por jovens e adultos, que atuam em espaços de acesso público à leitura e ao livro. Nesse universo as bibliotecas comunitárias ganham destaque, na medida em que se estabelecem como um dos espaços para a propagação de vozes e práticas que encontram-se nas fronteiras das vias de acesso aos bens culturais e a formação acadêmica em nossa sociedade.

A reconstrução dessas fronteiras e a ampliação de espaços de diálogo entre a sociedade e a universidade é o desafio do encontro que foi organizado pela Rede de Bibliotecas Comunitárias Conexão Leitura, em parceria com o Grupo de Pesquisa “Bibliotecas Públicas no Brasil: reflexão e prática”, dentro do Projeto de Extensão “Bibliotecas públicas e comunitárias: teoria e prática”.

O encontro aconteceu na cidade do Rio de Janeiro, nos dias 30 e 31 de março de 2017 nos espaços do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET) e Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCH) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Bibliotecas comunitárias: entre saberes e fazeres teve 2 momento importantes: o primeiro momento, formado por mesas de debate e oficinas, elegeu o diálogo como metodologia de trabalho e, o segundo momento, organizado na forma de cortejo literário seguido de práticas de mediação de leitura, elegeu a experimentação como metodologia de trabalho.

O evento foi aberto ao público e contou com a participação de alunos, pesquisadores e profissionais que atuam nos movimentos em defesa e valorização das bibliotecas comunitárias .

Confira aqui a programação