O Grafite e a Street Art Digital

  • Existe uma grande diferença entre a arte urbana do Grafite e a Pichação. O artista grafiteiro utiliza o espaço público ou privado urbano permitido e apropriado como plataforma para desenvolver sua proposta dentro da ” street art”. .Em poucas palavras, a arte do artista grafiteiro, o grafite é uma contemporânea versão da clássica arte muralist…[Leia mais]

  • Esta equivocada liberdade de que se é público não é de ninguém.Que tudo que está na internet não tem mais proprietário.Que às leis dos lugares físicos perderam o valor pois o que vale hoje é só o que dita no digital.É uma avalanche de ignorâncias propositais disfarçadas de grandes grupos internacionais financeiros com o único intuito de frag…[Leia mais]

  • ” O GRAFITE É UMA EXPRESSÃO DA ARTE CONTEMPORÂNEA URBANA MAS À PICHAÇÃO QUE MACULA E DESRESPEITA UMA OBRA DE ARTE DE UM AUTOR NO ESPAÇO PÚBLICO, NÃO É ARTE. É SIM UM CRIME CULTURAL E IMORAL, DEVE SER COIBIDO E PENALIZADOS OS INFRATORES MARGINAIS NAS FORMAS DA LEI ”

    Ricardo V. Barradas.

  • Em meio atualmente aquecendo O Grafite no Brasil uma discussão polêmica com o novo prefeito de São Paulo, João Dória, que mandou cobrir murais de grafiteiros pela cidade e promete punir os pichadores com uma lei municipal, os grafiteiros defendem diálogo com a prefeitura e também espaço na cidade para suas obras. Devemos na verdade separar…[Leia mais]

  • Os ativistas destes movimentos artísticos naturais das periferias das maiores cidades brasileiras esperam que cada artista fale, desabafe, promova sua ideia imagem frente ao que deveria ser mudado ou transformado….as artes urbanas devem sempre ter seu maior valor na popularidade….da imagem, notícia e denúncia do cidadão comum….dentro do tra…[Leia mais]

  • Gostaria de saber quais serão os limites entre o Grafite Digital e as instalações elétrica/eletrônicas conceituais na arte contemporânea. Existem limites condicionais a serem seguidos ou a liberdade de expressão libera pra valer dentro da única exigência de ser totalmente novo, inesperado e antagônico com antigos ditames acadêmicos de liberdade.…[Leia mais]

  • As artes urbanas, o grafite e os movimentos culturais das periferias são genuínos quando encontram ecos digitais comunitários e funções sócio-econômicas educacionais, cidadãs e políticas não partidárias no próprio local-gueto que surgiram.Quando existem artes e movimentos culturais periféricos que passam a fazer parte e conteúdo quase que obr…[Leia mais]

  • O moderno movimento do grafite brasileiro tem intimas ligações com o movimento muralista mexicano. Tanto um quanto o outro reconstroem uma nova identidade cultural pela arte, cultura e educação das massas populares que passam a ter vozes nas periferias das grandes cidades.

    ( RICARDO V. BARRADAS. )