Marcado como: informação Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • Foto de perfil de maria thereza amaral

    maria thereza amaral 11:20 em 11 de June de 2010 Link permanente | Resposta
    Tags: direito, informação, licenças, software   

    Pirata Brasileiro 1 x Software Americano 0! 

    .

    Pirata Brasileiro 1 x Software Americano 0!

    O cenário é o seguinte:

    Uma empresa brasileira de Minas Gerais utiliza sem licença 103 programas da Microsoft e da Autodesk. A coisa vai para os tribunais. Advogados passam a interagir, representantes são ativados, lei daqui, lei dali… já meio que imaginamos onde isso vai dar, certo?

    Se você pensou em ‘acordo para a regularização de licenças (pacelado, como normalmente acontec…ia)’, seu descrente, errou feio.

    A 18ª Câmara Cível de Belo Horizonte decidiu que o culpado nesse caso é a companhia de software, não a empresa que estava a utilizar os softwares num regime, digamos, pirata. Segundo o entendimento do juiz daquela vara, não foi possível descer a vara e condenar a empresa brasileira a pagar uma indenização por tal prática, pois o buraco é mais embaixo. Em ritmo de pelada verde-e-amarela, a decisão foi para os pênaltis e o resultado final ficou em dois votos contra um, festejando-se o maior pula-pirata desde a década de 80 (fala, você nem conheceu esse brinquedo direito…)

    Os advogados da zaga mineira propugnaram que a empresa americana não oferecia equivalência em relação à lei de proteção de direitos autorais exigidas pela Lei do Software, criada para proteger obras estrangeiras.

    No ataque, as empresas americanas alegam que obras de tecnologia brasileira têm o mesmo valor jurídico e proteções que obras americanas, cobertos pela lei regida naquele país.

    Aí, provavelmente o motivo pelo qual a decisão final deve ter ido para os pênaltis, a mineira contra-atacou explorando uma brecha e alegou que essa lei americana (Copyright Act) foi alterada pelo Tratado Internacional de Direitos Autorais da OMPI (Organização Mundial de Propriedade Intelectual, órgão ligado às Nações Unidas, puwrra!) e a sua justificativa procede porque o Brasil ‘ainda’ não aderiu a esta lei. Golaço para os piratas verde-amarelos e a bola entrou no cantinho, nos 45″ do segundo tempo.

    Continua em meiobit.com/67568/pirata-brasileiro-1-x-software-americano-0

    .

    .

     
  • Foto de perfil de maria thereza amaral

    maria thereza amaral 15:26 em 24 de May de 2010 Link permanente | Resposta
    Tags: , ética, informação,   

    Só o que importa é a linguagem… 

    .

    “Vivemos na Era do Conteúdo, também chamada de Era do Conhecimento, ou seja, com o foco errado. Essa abordagem joga no lixo um século de estudos sobre a linguagem. A coisa em si, para usar uma expressão popular emprestada da filosofia, não é o chamado conteúdo, o tema, a informação contida por trás do biombo das palavras. Mas sim a própria linguagem. A palavra, o frame, a imagem, o objeto é o que se trata. Não adianta, portanto, você transbordar de afeto, amor pelo próximo se usar a muleta “um beijo no coração”.

    .

    Este não é um comentário meu, está no blog  http://outubro.blogspot.com do Nei Duclós e merece ser lido.

    Eu adicionaria que o grande desafio de quem quer usar eticamente a informação e a linguagem é não ser “sofista” no mau sentido, ou seja, entender o discurso, a informação, e construir e manipular pesadamente um conteúdo a seu bel prazer.

    Eu diria que podemos viver na Era do Conteúdo ou Era do Conhecimento, mas o foco deveria ser na linguagem, na ética e na informação (tudo ao mesmo tempo), depois no conteúdo.

    .

    Obs: embora eu concorde parcialmente com os que dizem que as definições da wikipedia sejam muitas vezes simplistas, simplificadoras e parciais, eu admiro demais o projeto para não usá-lo.

    Obs 2: ética e/ou bioética ? Ou os dois?

    Obs 3: eu acredito que um dos grandes campos “unificadores” deste século seja a semiótica.

    .

     
  • Foto de perfil de maria thereza amaral

    maria thereza amaral 0:15 em 27 de April de 2010 Link permanente | Resposta
    Tags: arquitetura, design, informação, interação, interface   

    arquitetura da informação e o design de interação do design de interface 

    .

    “…no que difere a arquitetura da informação e o design de interação do design de  interface”, um brainstorm de Luciano Lobato http://bit.ly/cBBX4u

    .

    .

     
  • Foto de perfil de maria thereza amaral

    maria thereza amaral 13:59 em 26 de April de 2010 Link permanente | Resposta
    Tags: economia, informação, ,   

    informação, midias, economia e linguagem: dois artigos 

    .

    Uma reflexão interessante sobre informação, midias e economia.

    Marx explica o que é Mídia Social

    .

    E aqui uma outra reflexão sobre linguagem e midias

    O Dicionário do Diabo Branco: Chamando as coisas pelos seus verdadeiros nomes…

    .

    .

     
  • Foto de perfil de maria thereza amaral

    maria thereza amaral 17:18 em 12 de April de 2010 Link permanente | Resposta
    Tags: "ciência da informação", , dados, informação   

    ciência da informação 

    .

    O que é ciência da informação? O que seria a ciência da informação?

    Uma ciência que estaria … na área de TI? Na área de humanas? Semiótica?

    Ou a informação precisaria ser estudada de maneira transdisciplinar em grupo multidisciplinares?

    Para depois ser definida em consenso, mesmo que depois disso tenha várias definições?

    .

    .

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
Pular para a barra de ferramentas