Perguntas Frequentes – Faq

[1] O que são os Laboratórios de Cidades Sensitivas?
Os Laboratórios de Cidades Sensitivas – LabCEUs – fazem parte de um programa de pesquisa sobre Tecnologias da Inovação, Desenvolvimento Urbano e Social desenvolvido pelo InCiti – Pesquisa e Inovação para as Cidades / UFPE que visa experimentar práticas tecnológicas que estimulem novas relações e diálogos entre as pessoas, a cidade e o ambiente a sua volta, repensando as estruturas existentes para assim modificar o cotidiano. Por práticas tecnológicas compreendemos as relações sociais, o pensamento e as formas com as quais a comunidade se apropria do espaço tão importantes quanto a utilização de programas de computadores e máquinas.

[2] O que são os Centros de Artes e Esportes Unificados – CEUs?
Os CEUs – Centros de Artes e Esportes Unificados são unidades que integram num mesmo espaço programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital para promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social em cidades brasileiras. A gestão dos CEUs é compartilhada entre as prefeituras e a comunidade.

[3] É obrigatório entrar em contato com a unidade do CEU para a qual aplicarei a minha proposta?
O Edital não exige nenhuma manifestação de concordância expressa da Unidade Gestora Local do CEU. No entanto, recomendamos a todos os proponentes – em especial, aqueles que não residem na cidade na qual realizarão o projeto – que entrem desde já em contato com a Unidade Gestora Local do CEU ou com agentes e organizações culturais do município, a fim de basear sua proposta na realidade local de onde a ocupação será realizada. Uma lista com contatos de todos os CEUs pode ser encontrada aqui.

[4] O programa exige uma carga horária obrigatória de ocupação no laboratório multimídia?
O programa LabCEUs não estabelece uma carga horária obrigatória das atividades a serem executadas pelos projetos nos CEUs. Será analisado o cronograma de atividades proposto e a relação do projeto com a o CEU escolhido e com a comunidade local.

[5] Quem pode inscrever propostas para o LabCEUs?
Poderão participar brasileiro(a)s com mais de 18 anos residentes em todo o território nacional. A convocação destina-se a comunicadores, midialivristas, griôs, educadores, artistas, arquitetos, biólogos, cientistas, engenheiros, atletas, músicos, atores, técnicos, cineastas, urbanistas, makers (fazedores), criadores e interessados em geral.

[6] Meu coletivo pode inscrever propostas para o LabCEUs?
No caso de organizações coletivas institucionalizadas ou não (item 2.1.2 da chamada pública), a inscrição deverá ser realizada através de um representante (pessoa física – item 2.1.1 da chamda pública), que deverá anexar à inscrição Carta de Apoio das instituições ou dos representados, manifestando adesão à proposta.

[7] Uma pessoa pode inscrever mais de uma proposta para a mesma chamada pública?
Cada participante poderá enviar até 03 (três) propostas de ocupação.

[8] A chamada pública prevê custos de deslocamento caso eu inscreva uma proposta para um CEU cuja cidade é distante da que eu resido?
A chamada pública não prevê custos de apoio. A bolsa deverá custear todas as atividades propostas para a execução do projeto.

[9]Como será a remuneração?
O programa LabCEUs é uma iniciativa da Universidade Federal de Pernambuco, por meio do Inciti -Pesquisa e Inovação para as Cidades, e acontece em parceria com o Ministério da Cultural (MinC). A remuneração se dará através de bolsas, enquadradas na modalidade Extensão no País – EXP do CNPQ. A finalidade desta bolsa é apoiar profissionais e especialistas visando ao desenvolvimento de atividades de extensão inovadora ou transferência de tecnologia. Compreende ações voltadas para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e a disseminação de conhecimento, cuja relevância possa contribuir para a inclusão social e o desenvolvimento econômico do País.

Para esta contratação, será obrigatório ao proponente selecionado o envio do Currículo Lattes.

Para saber mais, acesse: http://mostre.me/bolsa-cnpq.

[10] A bolsa oferecida pela chamada pública exclui a possibilidade de outras fontes de renda?
Não há restrição ao que diz respeito ao recebimento integral da bolsa ou ao uso de outras fontes de recurso no projeto. Profissionais com vínculo celetista ou estatutário (Servidores públicos) receberão 60% (sessenta por cento) do valor da bolsa, no nível em que forem enquadrados, além de necessitarem de autorização do CNPQ para recebimento da bolsa.

Para saber mais sobre a Norma do CNPQ, acesse: http://mostre.me/bolsa-cnpq.

[11] Gostaria de saber se podem ter outros agentes atuando no projeto proposto, sendo eu a/o proponente.
Não há restrição. Contudo, o recurso é destinado ao pesquisador responsável pelo projeto selecionado pelo programa. O LabCEUs não se responsabiliza pela remuneração de terceiros.

[12] O valor da bolsa tem alguma dedução?
Não. Profissionais com vínculo celetista ou estatutário (Servidores públicos) receberão 60% (sessenta por cento) do valor da bolsa, no nível em que forem enquadrados, além de necessitarem de autorização do CNPQ para recebimento da bolsa.

Para saber mais sobre a Norma do CNPQ, acesse: http://mostre.me/bolsa-cnpq.

[13] Todos os CEUs possuem internet?
A consulta deve ser feita diretamente com os gestores dos CEUs de cada localidade. Confira os contatos de cada unidade neste link.

[14] Qual a infraestrutura do laboratório?
Os laboratórios de informática dos CEUs possuem, normalmente, entre dez e treze computadores em rede. Todo o complexo do CEU conta com quadras, áreas recreativas, pista de skate, biblioteca, teatro, CRAS e, em algumas unidades, piscina. Uma lista com contatos de todos os CEUs pode ser encontrada aqui.

[15] Qual o sistema operacional usado nos laboratórios?
Cada laboratório diverge no uso de sistemas operacionais em suas máquinas, porém não há restrições para utilização de qualquer sistema operacional necessário para a proposta.