logo_horizontal-02

ACOMPANHE OS BLOGS DAS OCUPAÇÕES NO LABCEUS SERTÃOZINHO, DO SEGUNDO SEMESTRE DE 2015:

CRIANDO JOGOS LIVRES EM COMUNIDADE – Katharine Diniz

TAMBORES E ETHANS AFRICANOS – Mestre Lumumba

ACOMPANHE OS BLOGS DAS OCUPAÇÕES NO LABCEUS SERTÃOZINHO, DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015:

CRIANDO PERSONAGENS 3D COM SOFTWARES E HARDWARES LIVRES – Katharine Diniz
CDN COMUNIDADE TRANSFORMA – Cabeça de Nego (Luis Honório)

RESUMO SOBRE “O QUE É” CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS

O Centro de Artes e Esportes Unificados “Eurídes Ferraz Teixeira”, Sertãozinho – São Paulo, foi inaugurado no início de 2014, e tem como objetivos principais, integrar num mesmo espaço programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital, para promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social.

O PROGRAMA
Os CEUs – Centros de Artes e Esportes Unificados – integram num mesmo espaço programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital, para promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras. Por meio da parceria entre União e municípios, estão sendo construídos 357 CEUs, com unidades já inauguradas nas cinco regiões do país.

A gestão dos CEUs é compartilhada entre as prefeituras e a comunidade, com a formação de um Grupo Gestor, que fica encarregado de criar um Plano de Gestão, e também conceber o uso e programação dos equipamentos. Para potencializar a participação social, o MinC vem realizando amplo mapeamento sociocultural dos Territórios de Vivência dos CEUs, como estratégia de mobilização social das comunidades locais. Esse material auxilia na ativação dos territórios, com visitas do MinC aos municípios para reuniões de validação dos mapeamentos juntamente aos gestores e comunidade.

Os projetos arquitetônicos de referência dos CEUs foram desenvolvidos por uma equipe multidisciplinar e interministerial que concebeu três modelos do equipamento, previstos para terrenos com dimensões mínimas de 700 m², 3.000 m² e 7.000m².

Os centros contam com biblioteca, cineteatro (48, 60 ou 125 lugares), laboratório multimídia, salas de oficinas, espaços multiuso, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), além de pista de skate. Os CEUs maiores (3.000 e 7.000 mil m²) também contam com quadra de eventos coberta, playground, pista de caminhada.

O Programa prevê a instalação de equipamentos sociais de saúde, educação, cultura e segurança pública em todos os estados.

O Sistema de Gestão
Uma vez constituído, o Grupo Gestor deverá atuar na formulação de um Plano de Gestão, Usos e Programação do CEU, com foco no primeiro ano de funcionamento do equipamento.

Uma versão inicial do Plano de Gestão foi elaborada pelos municípios no processo da Carta Consulta da seleção do PAC, em 2011, por meio de um sistema online no qual os proponentes deveriam dimensionar e prever orçamento para os recursos humanos e materiais necessários ao funcionamento dos espaços dos CEUs – biblioteca, cineteatro, laboratório multimídia, quadra, CRAS, áreas abertas e pista de skate.

Apresenta-se aqui o Sistema de Gestão reformulado em 2014 que, a partir de setembro deste ano, permanecerá aberto permanentemente aos municípios e ao MinC, constituindo uma ferramenta de planejamento da gestão dos CEUs, bem como de monitoramento e avaliação de seu funcionamento, gerando indicadores de qualidade e resultados que poderão contribuir para a formulação de políticas e programas de apoio à ocupação dos CEUs pelos entes federados e pelo governo federal.

O Sistema é composto por um conjunto de abas, nas quais o ente federado é solicitado a preencher e atualizar semestralmente as informações sobre gestão e manutenção do CEU: Grupo Gestor, Mapeamento do Território de Vivência, Recursos Humanos contratados para o funcionamento de cada espaço do CEU, Parcerias, Programação sazonal e permanente, Orçamento (calculado para um ano de funcionamento), Público estimado e público atingido nas atividades, e condições de funcionamento dos equipamentos, do mobiliário e do acervo.

As informações contribuem para o planejamento, incluindo previsão orçamentária, bem como para o monitoramento e a avaliação da gestão tanto pelo ente federado como pelo MinC, fornecendo indicadores que devem contribuir para a melhoria contínua da gestão dos CEUs.

Logos LabCeus Parceiros_p2