Ocupações LabCEU Sertãozinho - SP

Cultura Digital |Projetos "Criando Jogos Livres em Comunidade" e "Tambores e Ethans Africanos"| Rua Pedro Montenegro, 340 - Jardim Santa Marta

Date: 21 de junho de 2015

CDN A Comunidade Transforma Descobre mais um novo de Talento

By Luis Rogerio Honorio da Silva

ratin-red-bull-bc-one-brasil-2014-foto-marcelo-maragni

Source:: CDN COMUNIDADE TRNSFORMA

      

Modelagem 3D | De um Cubo surge uma Tartaruga!

Esse trabalho me emociona. Profundamente.
A Ana Julha (6 anos) ainda não sabe ler, mas fez sozinha uma tartaruga 3D, com o software livre Blender, a partir de um simples CUBO! Se baseou numa escultura de massa de modelar que ela própria havia elaborado naquele minuto.
O seu irmão é um dos participantes do LabCEU e a levou pq precisava cuidar dela naquela tarde. Ela fez cara de medo de eu não “deixar”.
Fiz cara de séria, dei um bolo de massa de modelar para ela e disse “Há muito trabalho a fazer. Comece.”. Ela ficou parada um tempo, observou os outros participantes fazendo esculturas na mesa e disse “Tá bom, vou fazer um arco-íris, mas não desses coloridos bobos, que todo mundo faz”. O irmão dela disse “Podexá, que ela faz com a mão e eu faço o personagem dela no Blender, Fessora…”
Mas após fazer 7 personagens com massinha e enfileirá-los ao lado de um computador, ela insistiu em usar este último. Como ela não sabe ler, focamos nos desenhos dos ícones e nos atalhos do Blender para memorizar as ferramentas (como os profissionais fazem, na verdade, pq eles não clicam em botões na interface o Blender, todos usam atalhos, haha).
Indiquei coisas básicas da modelagem poligonal: como subdividir e arredondar um cubo com o modificador subsurf, como fazer secções (cortes em anéis de vértices), como achatar (scale) e como fazer estrusões de faces (extrude), para criar segmentos. Mas eu usei um cubo “hipotético”, a aplicação disso tudo pra chegar numa tartaruga foi toda dela! Como se ela fosse amassando e puxando poliedros como quem faz com massinha :p
Este video é de um momento um pouco posterior, nele o James está ajudando a Julhaaplicar um material nas superfícies da tartaruga, enquanto ela vai pensando nas cores.
Depois, vários dos meninos se aproximaram, dizendo que as patas da tartaruga estavam apontando para cima, o que é contra a gravidade (um deles se jogou no chão para demonstrar). Então a Julha selecionou os vértices das patas, apertou “G” e mexeu o mouse para movê-los para baixo. Para ela ainda é muito novo discernir quando usar os botões esquerdo e direito do mouse.
Imagina o que essa mulé vai fazer quando abordarmos escultura digital
Pular para a barra de ferramentas